“Empreender é transformador. Mudou completamente a história da minha vida e pode mudar a vida de qualquer pessoa.” Quem define dessa forma o significado de empreendedorismo é Sabrina Nunes, fundadora do Francisca Joias, um dos maiores e-commerce de semijoias do Brasil.

“Francisca era o nome da minha avó e madrinha. Fiz uma homenagem usando seu nome pelo significado de força, perseverança e afeto”, explica a fundadora e CEO da marca.

Sabrina começou a vida cortando cana no interior do País e hoje é formada em Serviço Social. “Comecei a empreender pelo site Elo7, fiz uma lojinha com nome Francisca e comecei a vender. Investi R$300 e vendi R$3 mil”, lembra. Em cinco anos de loja, já são mais de 3 mil peças, com mais de 12 mil vendas mensais. Em 2016, a marca faturou R$2,5 milhões.

O maior player de marketplace do mercado na época em que Sabrina começou era o Mercado Livre. Quando a loja estava entrando no ar, a Elo7 – marketplace de compra e venda de artesanatos  que também estava no início – fez uma proposta para o envio de um e-mail marketing que custava R$300 para enviar pra base toda do site. “Foi aí que eu descobri o que era marketing de conteúdo e o poder das mídias. Foi naquele dia, com aquele envio, que eu descobri como poderia chegar a um monte de pessoas.”

Após a marca ganhar forma, Sabrina abriu um projeto com revendedoras. Atualmente a Francisca Joias possui mais de 450 revendedoras espalhadas pelo Brasil e tem agora 17 colaboradores. “Foi um trabalho de formiguinha, de divulgar em todas as redes sociais, de estar presente em feiras, eventos”, explica. “Uma pergunta que eu me faço diariamente é: se eu fiz tudo isso para chegar até aqui, o que eu preciso fazer para dobrar o que é hoje? Eu acredito que tudo que você faz com amor floresce.”

Sabrina conta que as revendedoras passaram a trabalhar com a Francisca Joias por conta da crise econômica que afetou o País ano passado. “Em uma crise como esta, é comum que as pessoas busquem outras fontes para complementar suas rendas, e assim surgiu esta oportunidade”, afirma.

Neste momento a Sabrina Nunes comemora o aumento do número de clientes e no faturamento. “Nossa meta é crescer 10% ao mês, já estamos no segundo ano consecutivo ultrapassando essa meta. O sucesso da Francisca Joias está relacionado à atenção que direcionamos as clientes, por exemplo, mandamos o produto em uma caixa personalizada, uma fragrância exclusiva e um bilhete carinhoso”, afirma Nunes.

Para ela, o que tornou a Francisca Joias o maior e-commerce de semijoias do Brasil foram as pessoas envolvidas em todo o projeto. “Nosso marketing é voltado para pessoas, nosso contato é pessoal. As pessoas estão muito carentes disso, então quando elas encontram uma marca que abraça o público e é feita de pessoas reais, assim como as clientes, elas se fidelizam e a gente cria esta conexão marca-cliente essencial para o sucesso.”

Apesar de ter um e-commerce hoje em dia não ser mais um diferencial e sim uma necessidade para as lojas físicas, Sabrina avalia que o mercado do varejo online no País ainda é pequeno. “Há muito espaço para crescimento e grandes oportunidades para quem ainda vai entrar. Eu vejo o e-commerce brasileiro como um bebê ainda.”

Para ela, que tem um negócio virtual, trabalhar com tecnologia ainda é um desafio diário. Ela finaliza com dicas para empreendedores que estão entrando para o vasto (e fértil) caminho do e-commerce: “Não perder o timing das redes sociais é muito importante. Também não queira fazer tudo, contratem profissionais – e não amadores – para estarem ao seu lado nesta jornada. O maior erro é você abrir um site e achar que vai dar conta sozinho de programar, cuidar de mídias, fotografia e vendas. Foque naquilo que você sabe fazer.”