Acontece até o próximo domingo, em São Paulo, a décima edição da Campus Party Brasil, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo. A organização do evento espera receber, nestes seis dias de duração, mais de 90 mil pessoas, entre campuseiros e visitantes.

Os oito mil participantes que acampam na área de 77,7 mil m² do Anhembi, além dos outros participantes, terão acesso até dia 5 de fevereiro a mais de 700 horas de conteúdo, entre palestras, workshops, apresentações e outras atividades.

Além dos sete palcos do evento – Entretenimento, Criatividade (Design e Mídias Sociais), Empreendedorismo, Inovação, Ciência e o Principal -, a área de Startup & Makers deste ano está recebendo dezenas de startups early e growth stage, que estão expondo suas plataformas e soluções dentro da Campus.

Startup & Makers

A iniciativa do espaço voltado para as startups no evento tem o objetivo de apoiar e consolidar projetos, promovendo mentoria, networking, palestras e workshops.

De acordo com Vinicius Machado, curador da área, foram cerca de 500 inscritos de todo o Brasil, e 160 delas foram selecionadas. “O processo teve uma parte fácil e uma difícil. A fácil é que muitas startups que estavam aqui ano passado estão voltando este ano como growth. Por outro lado, tem muitos novos entrantes, por isso não existem tantas ‘figuras repetidas’ nesta edição. É difícil porque são muitos projetos bons e não podemos trazer todos”, explica.

Da esq. para dir.: Mariana Camargo (Head of Startups Relations na empresa Moip) e Vinicius Machado (organizador da área Startup & Makers, na Campus Party)

“A Campus Party ganha muito com estas empresas aqui dentro, porque isso traz gente inovadora para dentro do evento e grandes empresas interessadas em startups. O espaço também é algo que os campuseiros já gostariam de ver há algum tempo na Campus, porque a cada ano estamos vendo que eles estão cada vez mais empreendedores”, diz Vinicius.

Um dos critérios para a avaliação das startups foi a diversidade das empresas para exporem no Startup & Makers, não só de soluções, mas também de estados do País. O Startupi marcou presença no evento e aproveitou para conversar com alguns empreendedores que estavam expondo suas soluções.

Saúde

A EveryCare, uma das startups de growth stage presentes na área, é uma plataforma que liga profissionais de saúde com pessoas idosas e dependentes de cuidados especiais. Nela, é possível que enfermeiros, terapeutas, cuidadores e outros profissionais se cadastrem para cuidar da saúde e bem-estar do idoso atendendo no domicílio do paciente.

Na outra ponta, para encontrar os profissionais o usuário acessa a plataforma e seleciona a região onde precisa de atendimento e a especialidade desejada. “A partir deste ponto, o usuário recebe uma lista de dez profissionais cadastrados, onde ele pode selecionar e bater um papo com a pessoa desejada e até realizar o pagamento do serviço,ainda dentro da plataforma”, explica Hudson de Souza, fundador e CFO da startup.

A EveryCare está no ar há seis meses e já tem mais de 1.300 profissionais cadastrados em 23 estados brasileiros. Até hoje, já realizaram mais de mil atendimentos pela plataforma.

Prestação de serviço

Outra startup expositora do evento é a Bem Combinado, plataforma que qualifica e oferece prestadores de serviço. “É a primeira vez que estamos participando do espaço Startup & Makers, e está sendo uma experiência muito boa para nós”, explica Rodrigo Thedim, CMO da empresa.

Para ele, o espaço oferece uma rede de networking que é essencial para as startups. “Conseguimos fazer parcerias novas e conhecer investidores que veem conhecer as startups.” A plataforma Bem Combinado está no ar desde outubro de 2016. A startup recebeu investimento da Porto Seguro e da Oxigênio, aceleradora da seguradora.

Para Rodrigo, o maior desafio até hoje para a criação da empresa foi a concorrência offline. “Quando o seu chuveiro queima, você raramente pesquisar na internet para consertar, você liga para o seu zelador. E quando a pessoa vai online, a experiência dela ainda é muito ruim. É isso que a nossa startup quer a mudar neste mercado”, diz.

Além disso, a empresa está se propondo a mudar também a predominância masculina neste mercado. “Estamos inserindo na plataforma uma equipe de mulheres cis, gays e transgêneros. Queremos incluir neste mercado, que é extremamente masculino, esta diversidade, que beneficia a todas as partes interessadas”, conclui Rodrigo.

Produtividade

A Hero Panel, plataforma de produtividade e motivação, está sendo representada na Campus Party por Raphael Cabrera, fundador da startup. ” A ideia é um dashboard em que a pessoa consegue arrastar ferramentas para dentro deste painel que ajudam a organizar desde tarefas e hábitos até frases motivacionais para a pessoa se manter produtiva ao longo do dia”, explica.

A empresa foi fundada em Curitiba, mas criada originalmente em inglês. Segundo Raphael, a tradução para a língua portuguesa se tornou prioridade por conta da participação da Hero Panel no Startup & Makers. “Esta cultura de utilizar dashboards para auxiliar na produtividade e desenvolvimento pessoal ainda é mais difundida fora do País, além de ser um idioma mais fácil para escalonar a startup, por isso criamos inicialmente em inglês. Na Rússia, por exemplo, temos muitos usuários”, diz. A plataforma também está disponível na América do Norte e Europa.

Para a Campus Party, a prioridade da empresa é o networking. “Nossa expectativa é apresentar o produto para o público brasileiro e conhecer outras empresas e investidores, para que possamos escalonar cada vez mais rápido a solução”, completa.

Plataforma HeroPanel

Para conhecer mais empresas que estão participando do espaço, fique ligado no site e nas redes sociais do Startupi. Até o fim do evento, publicaremos diariamente sobre as empresas que lá estão e o que de mais importante está acontecendo na Campus Party.