Pouco tempo atrás poucas pessoas sabiam o que era um pitch, mas hoje o termo se tornou muito frequente, principalmente quando o assunto é apresentar seu produto e vender sua ideia com o objetivo de atrair o investidor ou cliente para o seu negócio.

Mas não é tão simples, a apresentação deve ser curta e tocar em pontos-chave que sejam levados em consideração para cada público que assistirá ao pitch. Quando é necessário apresentar para o investidor ou cliente um pitch em outro idioma, fica ainda mais difícil. Muitas vezes o empreendedor não conhece os termos e expressões próprios daquele idioma para falar sobre determinado assunto ou, pior ainda, não fala nada naquela língua.

Pensando nisso, o Cubo, iniciativa do banco Itaú que oferece espaço de coworking para startups e que acaba de completar um ano de existência, em parceria com o Centro Britânico realiza, nos dias 26 e 27 de outubro, das 9h às 12h, o Workshop Pitch in English. A iniciativa é uma oportunidade para que startups aprendam e aprimorem suas apresentações em inglês para investidores.

O conteúdo oferecido é desenvolvido com base em análise de dados de pesquisa realizada com empreendedores e colaboradores ativos no mercado. “O que percebemos é que no pitch e nas apresentações de negócios, onde as startups têm pouco tempo para defender seu projeto e captar investimento, a língua estrangeira é indispensável. Muitas vezes, por falta de técnica, domínio ou conhecimento, o empreendedor perde uma oportunidade por se enrolar na língua, confundir, se esquecer ou não saber utilizar uma determinada palavra, o que pode demonstrar despreparo”, explica Bruno Gagliardi, gestor do Centro Britânico Franquias.

O workshop será realizado na sede do Cubo e é gratuito para residentes do Cubo. As demais startups interessadas podem se inscrever no site da iniciativa. Para saber mais sobre as inscrições, acesse a Agenda de Eventos Startupi.