O Banco Votorantim irá investir no Fundo BR Startups, criado pela Microsoft Participações e gerido pela MSW CAPITAL, para apoiar o desenvolvimento do ecossistema brasileiro de empreendedorismo e fomentar a inovação no País em jovens empresas de base tecnológica.

O Votorantim investirá inicialmente R$3 milhões no fundo para empresas de tecnologia brasileiras criado pela Microsoft. A expectativa é financiar cerca de 6 startups por meio de investimentos que variam de R$250 mil a R$1,5 milhão.

A parceria ressalta como os bancos brasileiros estão procurando entrar na onda de empresas de tecnologia financeira inovadoras, conhecidas como fintechs.

O foco de investimento do BR STARTUPS são empresas com soluções inovadoras, com potencial para se tornarem negócios globais, nas áreas de: Sistemas na Nuvem (Cloud based solutions), Educação (EdTech), Agronegócios (AgriTech), Produtividade Industrial, Mobilidade (Mobility) e Smart Cities, Energia Limpa (CleanTech), Saúde (Digital Health), Internet das Coisas (IoT) e Segurança Pública (Public Safety). E agora, com o Banco Votorantim, fortalece a atuação na área de Finanças (FinTech).

Gabriel Ferreira, diretor de Estratégia, Planejamento e Negócios de Varejo do Banco Votorantim, explica que o objetivo do Banco ao aportar no Fundo criado pela Microsoft, é provocar e atrair o interesse dos jovens empreendedores na busca de inovação disruptiva no mercado financeiro, oferecendo um ambiente estruturado para o desenvolvimento de soluções únicas. “Queremos parcerias com startups que tragam novidades impactantes para o nosso setor. Nosso objetivo é auxiliá-las não apenas financeiramente, mas também na estruturação e desenho de seus negócios. Entendemos que existe uma grande sinergia e capacidade de geração de valor entre o mundo bancário tradicional e as fintechs”, afirma Ferreira.

A Microsoft criou o BR Startups em 2014 e o fundo agora cresceu para R$17 milhões, apoiando cerca de 70 companhias e direcionando seis à aquisições, disse Franklin Luzes, Vice Presidente de Operações da Microsoft Participações.

Moises Swirski, gestor do Fundo BR Startups, reforça a importância da entrada do Banco Votorantim no Fundo. “As instituições financeiras de grande porte buscam, cada vez mais, a inovação de fora para dentro como solução eficaz para avançar em novos mercados e aprimorar a resposta aos seus clientes. Ao investir no Fundo BR Startups, voltado para o desenvolvimento do ecossistema brasileiro de inovação, o Banco Votorantim se coloca como parceiro ativo das startups do segmento de Fintech, transferindo para elas conhecimento e cultura empreendedora, ao mesmo tempo que se posiciona na fronteira da inovação brasileira.”

Ele acrescentou que o BR Startups tem focado este ano cada vez mais em parcerias com “investidores âncoras”, como o Banco Votorantim, para se concentrar em investimentos em suas áreas de especialidade. O primeiro empreendimento do tipo foi em julho, quando o fundo se aliou à Monsanto para investir em empresas de tecnologia voltada ao agronegócio.

As startups investidas pelo fundo contam com uma rede de parceiros que contribuirão com o seu desenvolvimento em diversas frentes: mentoria em áreas estratégicas, apoio operacional e tecnológico, espaço físico, business networking e apoio financeiro.  O Banco Votorantim atuará ativamente na mentoria em gestão financeira e administrativa das empresas investidas, disponibilizando também parte do seu time mais experiente nessa ação.

A seleção para a nova rodada de investimentos começa nesta semana e vai até o dia 11 de novembro.Para participar, as empresas devem se inscrever pelo link. Os detalhes do Programa com os critérios de qualificação estão no site, sendo os principais deles: ter pelo menos dois sócios (CEO e CTO), ser uma empresa brasileira e faturamento anual entre R$120 mil e R$10 milhões.