A Liga Ventures, aceleradora de startups especializada em gerar negócios entre startups e grandes corporações, oficializou, nesta quarta-feira (26), a criação da Liga AutoTech, uma plataforma de inovação aberta que vai prospectar, selecionar e acelerar startups em conjunto com grandes empresas dos setores de mobilidade, transporte, logística e automobilístico. A vertical temática contará com cinco parceiros corporativos e o primeiro a aderir ao programa é a Mercedes-Benz.

O anúncio foi feito no Corporate Venture in Brasil: Automotivo, realizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), que reuniu empresas, startups e investidores para debater inovações no setor, estimular o empreendedorismo corporativo e o aporte de recursos em startups brasileiras.

O principal objetivo da plataforma é conectar grandes empresas desse setor com startups de tecnologia para que explorem oportunidades de negócio em conjunto. A Liga AutoTech cria um ecossistema que foca em compreender e antecipar as rápidas mudanças que impactam o setor e aproximar as grandes empresas das startups mais inovadoras do segmento.

Durante o evento, o Diretor da Liga Ventures, Rogério Tamassia, destacou que a iniciativa é um marco para o ecossistema brasileiro de inovação, em especial para o setor automotivo, por envolver cinco grandes players do mercado e startups, o que poderá gerar negócios e soluções. “Vemos inovação disruptiva a todo tempo no exterior, mas o Brasil inova pouco em tecnologia, mas temos um grande capital que é a criatividade e também um mercado enorme, o segundo da Mercedes em caminhões atrás apenas da Alemanha. E esse mercado tem características singulares que podem fazer que as inovações em modelos de negócios desenvolvidas aqui também ganhem o mundo”, avalia.

A Mercedes-Benz do Brasil, que investe fortemente em inovação e conectividade, será a única fabricante de veículos comerciais a participar e contribuir com a Liga AutoTech. “Ser pioneiro nesse projeto nos proporciona trabalhar em conjunto com diversas empresas do segmento com o mesmo objetivo: transformar a indústria da mobilidade” afirma Ari de Carvalho, Diretor de Vendas e Marketing Caminhões da Empresa.

Plataforma Liga AutoTech

Serão selecionadas de 10 a 15 startups por ano, em temas definidos pelos parceiros corporativos, tais como: veículos e frotas conectadas, Big Data, telemática, V2X, V2I, V2V, transporte multimodal, propriedade compartilhada, logística, experiência do consumidor, segurança, entre outros.

As startups passarão por um programa de aceleração de quatro meses em São Paulo e, durante esse período, terão acesso a grandes empresas e executivos do setor, com quem poderão explorar sinergias e oportunidades de negócio, bem como acesso a rede de mentores da Liga Ventures e a amplo networking com potenciais parceiros e investidores.

Jayme Queiroz, Analista de Investimentos da Apex-Brasil, explica que a iniciativa da Liga Ventures e da Mercedes representa o esforço da indústria automotiva em obter inovação para superar os desafios tecnológicos que terão no futuro, como a Internet das Coisas, redução de emissões, novos consumidores, conectividade e mobilidade, por exemplo. “Iniciativas como essa ajudam a acelerar os avanços e gerar ganhos para todos os envolvidos. A busca de grandes corporações por soluções que estão fora de seus departamentos de pesquisa e desenvolvimento é uma tendência mundial”, destaca.

Além do programa de aceleração, a plataforma promoverá eventos sobre inovação do setor, relacionamento com startups brasileiras e internacionais, e a criação de um processo estruturado para gerar inteligência sobre o segmento. A iniciativa conta ainda com a parceria da Lunica Consultoria.

A abertura da chamada de startups para o 1° ciclo de aceleração da Liga AutoTech está prevista para Janeiro de 2017.
Para mais informações clique aqui.