A Udacity – uma das empresas mais disruptivas do Vale do Silício, que oferece um modelo diferente de formação profissional para o competitivo mercado de tecnologia, com cursos desenvolvidos em parceria com grandes companhias, como Google, Facebook, Amazon, GE e Twitter – acaba de anunciar que seu programa para engenheiros de carros autônomos está com inscrições abertas. O lançamento foi feito durante o TechCrunch Disrupt em São Francisco.

Esse é o primeiro e único programa desse tipo, onde a maioria das pessoas com uma ligação à Internet – de Detroit para Damasco e de Adelaide para Aleppo – podem aprender as habilidades que precisam para trabalhar em um dos campos mais surpreendentes do momento.

“Empresas de tecnologia, fabricantes de automóveis e startups em todo o mundo estão em busca dos novos avanços nessa área, seja de hardware ou software. O que eles precisam é de talento, e é aí que entra a Udacity”, destaca Sebastian Thrun, Fundador da Udacity.

O novo programa foi desenvolvido em conjunto com os novos parceiros: Mercedes-Benz, Nvidia, Otto (recentemente adquirida pelo Uber), entre outros, que oferecerão posições de trabalho para os graduados ao redor do mundo. Dentro dos tópicos abordados no programa estão visão computacional, fusão sensorial, localização e controladores. Para este fim, a Udacity conta com seu próprio carro onde os alunos irão trabalhar para criar e executar os códigos.

udacity2

No vídeo abaixo, Wolfgang Juchmann, Diretor de vendas e desenvolvimento de negócios da Autonomoustuff, empresa que fornece componentes para sistemas autônomos e que ajudou na preparação do carro da Udacity explica detalhes sobre o sistema do carro.

Desde que anunciaram o lançamento do programa, a Udacity recebeu mais de 30 mil solicitações de interesse. O programa é dividido em 3 termos de 12 semanas e cada termo custa US$800. Bolsas de estudo estão disponíveis. Os inscritos receberão a confirmação dia 3 de Outubro e as aulas começam no meio de Outubro. Para aplicar clique aqui.

Se os carros autônomos tiverem sucesso, eles irão mudar a maneira como pensamos sobre o transporte, varejo, seguros, e a maneira como nós, consumidores, vivemos nossas vidas diariamente. Para tornar isso real, o objetivo da Udacity é democratizar a aprendizagem, e hoje temos a capacidade de compartilhar os mais recentes avanços com milhares de pessoas”, finaliza Sebastian.

Durante o TechCrunch Disrupt, conversamos com Shernaz Daver, CMO da Udacity, que contou detalhes sobre o novo programa e as novas parcerias.

A startup captou recentemente um investimento de US$ 105 milhões e está avaliada em US$1 bilhão. Com o investimento, a Udacity conta agora com uma sede da empresa no Brasil localizada dentro do Distrito, Campus de Venture Building, localizado na região dos Jardins, em São Paulo.