O Bonuz é um dos maiores programas de conexão e fidelidade para o food service no Brasil. Com 1,5 mil clientes, incluindo o gigante Subway, o aplicativo, criado pela empresa SumOne, atraiu o interesse dos fundos CVentures Primus e CRP Empreendedor e motivou o aporte de R$3 milhões na companhia.

O fundo CVentures Primus, iniciativa da Fundação Certi, já investiu em startups de tecnologia, como a Umov.me, plataforma de desenvolvimento de aplicativos móveis; a Exact Sales, software para redução do tempo e das despesas com negociações para vendas complexas; e a Asaas, fintech para micro e pequenos empreendedores, entre outros.

“Uma vez que encontramos um mercado ávido por soluções como as que oferecemos, o investimento será crucial para nos ajudar na aceleração dos nossos departamento de vendas, marketing e customer success, já mirando nas nossas metas de 2017”, comenta Lucas Prim, cofundador e CEO da SumOne. A empresa espera alcançar 7 mil pontos de venda até 2018.

Segundo o analista de investimentos da CVentures, Adonay Freitas, o crescimento do mercado de fidelidade e franquias é uma aposta do fundo. “’Acreditamos muito no projeto da SumOne. Possuem empreendedores muito diferenciados, uma tecnologia robusta, e uma base de usuários e restaurantes relativamente relevante. A empresa oferece produtos e serviços com proposta de valor bem atrativas, tanto aos usuários quanto aos restaurantes.”

A proposta do aplicativo é levar a tecnologia e a experiência do consumidor, que são marcas do comércio digital, para o varejo físico, aposentando os velhos cartões de fidelidade em papel. Com o Bonuz, o cliente pode obter ofertas das redes de food service que frequenta e em troca, disponibiliza as informações básicas sobre o seu consumo para as marcas. Até o início de agosto, o Bonuz foi baixado por 415 mil pessoas, aumentando em até 70% a frequência de visita do consumidor aos estabelecimentos parceiros.

Presente em todos os Estados brasileiros, a SumOne tem como clientes, além da Subway e da Pizza Hut, no Rio de Janeiro, outras redes nacionais, como Spoleto, Giraffas, Megamatte e Koni. “Já alcançamos resultados bastante significativos com os nossos clientes: um ROI de 15 vezes o valor do investimento, o que significa sete vezes mais que as ações tradicionais no varejo físico, e um aumento de 36% no ticket médio. Isso é muito importante, ainda mais para um setor que, no ano passado, registrou uma redução de 6,8% no fluxo de pessoas no PDV”, afirma Marvio Alencar, cofundador e Diretor da SumOne.

Foto: Equipe SumOne/Divulgação