25 empreendedores participaram da competição “Startups Battlefield”, realizada dentro do TechCrunch Disrupt. Durante os três dias de evento, os empreendedores apresentaram suas soluções para uma banca de jurados formada por vários grupos de VCs e líderes de tecnologia.

Das 25 startups, foram escolhidas 6 finalistas que apresentaram um pitch para uma banca avaliadora formada por Cyan Banister (Founders Fund), Roelof Botha (Sequoia Capital), Padmasree Warrior (NextEv), Susan Wojcicki (YouTube) e Matthew Panzarino (TechCrunch).

As startups finalistas, BlazingDB, Carbon Health, EverlyWell, Mobalytics, Sqreen e UnifyID estavam concorrendo a um prêmio de US$50 mil. A grande vencedora da competição foi a Mobalytics, um treinador para gamers competitivos que podem descobrir suas fraquezas e fazer ajustes para o futuro.

Assista abaixo o Pitch do vencedor.

O mercado de games espera alcançar quase meio bilhão de dólares em 2016, e seus jogadores, estão constantemente tentando aumentar as suas competências. Com mais de 13 mil inscrições para testar sua versão beta, a companhia tem planos de expandir sua solução para outros jogos como Overwatch, DOTA 2 e Counter Strike. Atualmente a solução está disponível apenas para o League of Legends, um dos jogos mais populares do momento que conta com milhões de usuários ativos mensais.
As inscrições para a Battlefield Startup do TechCrunch Disrupt Londres estão abertas e podem ser feitas aqui.