A Hiper, startup de Santa Catarina dedicada à gestão de micro e pequenos lojistas, acaba de receber um investimento de R$4 milhões. Fazem parte da operação o fundo CVentures Primus, gerido pela CVentures em conjunto com a CRP Companhia de Participações, e a M3 Investimentos, veículo de investimento de Marcel Malczewski, fundador da Bematech.

“Estamos muito orgulhosos por mais essa conquista, o que nos mostra como a Hiper evoluiu de forma acelerada desde sua fundação e agora avança para um patamar de negócio mais maduro. Afinal, já somamos mais de sete mil clientes em todo o Brasil e, até o fim do ano, alcançaremos a marca de 10 mil. Este é um passo muito importante rumo ao nosso sonho grande, de liderar o mercado de software para o pequeno varejo”, salienta o CEO, Tiago Vailati.

O aporte de R$4 milhões será utilizado para acelerar a expansão da base de clientes da Hiper com enfoque no território nacional como um todo. Além disso, também vai corroborar com o crescimento da base de parceiros comerciais (revendedores) e o desenvolvimento de estratégias de marketing digital e de inbound sales (estrutura de vendas moderna e mais lucrativa).

“Encontramos na Hiper a união das qualidades que procuramos numa companhia: um produto com diferenciais em relação à concorrência proporcionados sobretudo pela abordagem única que a startup tem junto a seus clientes; um mercado grande e com tendências positivas para adoção de tecnologias que tornem a gestão do pequeno varejista mais fácil e eficiente; e um time qualificado, capaz de executar um projeto desafiador”, reforça Leopoldo Lima, diretor da CVentures. “Além disso, na estruturação do projeto de investimento contamos com o apoio de um investidor que possui larga experiência no segmento de automação para o varejo”, completa.

“A Hiper conseguiu em muito pouco tempo implementar conceitos que demoramos anos para executar na Bematech. É uma nova geração que alia a agilidade e as novas ferramentas de uma startup às melhores práticas para o sucesso da automação comercial, algo inédito”, reforça Marcel Malczewski.

Foto: Luis Gustavo Amorim (CVentures), Leopoldo Lima (CVentures), Marcel Malczewski (M3 Investimentos e fundador da Bematech), e equipe da startup: Tiago Vailati, Marinho Silva e Marcos Fischer/Divulgação