* Por Pedro Clivati

Há pouco tempo, se perguntado às empresas que aplicam o marketing de conteúdo qual era a estratégia utilizada para geração do conteúdo, a resposta variava entre duas opções: produzimos internamente (e, dentro deste quadrante, pode-se considerar um time de redatores exclusivos para produção de conteúdo bem como a produção colaborativa de diversas áreas como vendas, suporte etc.) ou produzimos externamente (agências digitais e/ou freelancers). Porém, uma terceira opção surgiu e rapidamente ganhou adeptos devido aos resultados alcançados: UGC – User Generated Content.

Basicamente o UGC engaja clientes, consumidores, leitores ou usuários dos seus produtos/serviços a criarem conteúdo. A primeira coisa que você pode ter pensado agora é “ótimo, diminuirei meu custo de produção”. Porém, os benefícios dessa estratégia vão muito além da diminuição de custos.

De acordo com o Business Insider, possíveis compradores que interagem com algum tipo de UGC têm uma tendência 97% maior de se tornarem clientes do que outros. Se você já assumiu que o poder de convencimento de um amigo falando para outro amigo (boca-a-boca) é muito maior que o pitch do seu representante de vendas, este não é um dado tão assustador assim. Sim, está na hora de admitir que o seu melhor vendedor não está na sua área de vendas, mas na sua base de clientes e você deve começar a tirar proveito disso (indicações)

Um outro benefício claro trazido pelo UGC é a prova social (social proof). Esta por sua vez pode ser encontrada em diversos formatos e você, provavelmente, a está utilizando sem nem mesmo saber. Quer ver?

O seu site possui as logos de clientes que você se orgulha ou que possuam um forte branding? O seu material de vendas traz o depoimento de clientes satisfeitos? Você traz métricas do seu número de clientes, do número de curtidas, seguidores, prêmios, dentre outros em seus materiais publicitários? Então, tudo isso é uma prova social de que o seu produto/serviço funciona a ponto de aquelas marcas estarem usando!

Além de todos benefícios citados acima, o UGC ainda é uma relação ganha-ganha. Explico, o seu consumidor (user) também terá benefícios em ter o seu nome associado à sua marca. Caso sua marca também possua um alcance relevante (até maior do que o dele), ele estará atingindo um novo público antes intangível, possivelmente gerando novas oportunidades de negócio, além da possibilidade de se posicionar como uma autoridade no segmento em questão. Percebe o ganha/ganha da situação?  Você ganha conteúdo, ele ganha visibilidade. Você ganha ranqueamento, ele ganha credibilidade. Você ganha mais clientes e ele também!

O UGC pode aparecer nos mais variados formatos de conteúdo, listarei alguns exemplos abaixo que talvez você não tenha percebido, mas que também entram no modelo.

1) Case Coca-Cola!

Como você já deve saber, a Coca-Cola lançou uma nova versão da sua embalagem padrão com diferentes nomes escritos em latinhas e garrafas. Em seguida, sugeriu para que quem comprasse uma latinha com o seu nome tirasse uma foto e usassem a #cocacola. Além de concorrer a prêmios, os participantes também ganham retweets, likes e etc da própria Coca-Cola. Assim, praticamente sem custos extras, a empresa aumentou o engajamento de seus consumidores e conseguiu um aumento de 2% na receita US da marca (nada menos que US$10.5 bilhões).

2) O melhor emprego do mundo!

Você provavelmente se deparou com o anúncio do melhor emprego do mundo. Uma ilha paradisíaca na Austrália, aonde o empregado além de ganhar um salário significativo, teria tarefas diárias como alimentar as tartarugas, regar as plantas, observar o por-do-sol e viver por 6 meses no paraíso!

Basicamente, por trás deste emprego dos sonhos, estava uma campanha publicitária da “Tourism Queensland” que, sem muitos recursos optou pela criatividade e lançou uma campanha onde os aplicantes teriam que enviar um vídeo para participar. Resultado? Mais de 35 mil videos criados, e mais de 350 mil visualizações, sem contar com os diversos efeitos colaterais e aparições na mídia.

3) Politize!

O Politize! é um portal de educação política onde você encontra conhecimento de alta qualidade sobre o que há de mais importante para ser um cidadão consciente e engajado com a transformação do país.

Com um pouco mais de um ano de existência, o portal já se tornou a maior referência nacional quando o assunto é informação sobre nossa política com mais de 1,7 milhões de usuários e grande parte do conteúdo sendo produzido pelos próprios leitores.

Basta acessar o site para se cadastrar como voluntário e, depois de uma seleção feita pelo time de editores da rede, produzir um conteúdo da sua área de conhecimento contando com o suporte do time da Politize! – que utiliza a ferramenta de gestão Contentools para manter a organização e o controle do processo de produção e distribuição dos conteúdos.


Pedro ClivatiPedro Clivati é cofundador e responsável pela expansão global da Contentools. Como evangelista de Marketing de Conteúdo, Pedro participou de conferências em toda America Latina, prestando consultoria a medias e grandes empresas sobre Marketing de Conteúdo, Inside Sales e Inbound Marketing.