A Uber está se preparando para construir seus próprios mapas de estradas ao redor do mundo. De acordo com o Financial Times, a empresa investirá meio bilhão de dólares para a criação de seu próprios sistema de mapeamento, deixando de lado o uso do Google Maps, como são feitos hoje os trajetos de suas corridas.

O Financial Times informou que a empresa norte-americana “está investindo US $ 500 milhões em um ambicioso projeto de mapeamento global”, o que permitiria à empresa para criar os seus próprios mapas detalhados. De acordo com Brian McClendon, vice-presidente de tecnologias da Uber, o uso mapas já existentes de outras empresas tem sido “um bom ponto de partida”, mas que não fornece ainda o nível de detalhe que a empresa pretende usar, como padrões de tráfego, por exemplo. Com o novo investimento, a Uber pretende construir seus mapas sob medida de suas necessidades.

Mapas mais detalhados são essenciais para as operações da Uber e seu futuro. A empresa começou a dar alguns passos iniciais para a utilização de veículos autônomos, que dependem fortemente de mapas precisos. A empresa contratou ex-funcionários do Google, como McClendon,e estabeleceu parcerias com empresas como a TomTom e DigitalGlobe.

No início desta semana, a Bloomberg informou que a empresa tem expandido seus esforços de mapeamento para o México, no que parece ser um primeiro passo em seu projeto de mapeamento em todo o mundo. Quando se trata de mapas no entanto, o Google tem uma vantagem de uma década, o que lhe confere uma vantagem na corrida para implantar sua própria frota de veículos autônomos.

Com informações do The Verge