Criada em comemoração ao centenário da Câmara de Indústria e Comércio Brasil-Alemanha, a iniciativa Startups Connected centraliza todas ações direcionadas às startups, sendo composta pelo programa AHK Startups Accelerator, a categoria AHK Startups Hub e pelo Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, que acontece desde 2013.

O Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação que está em sua quarta edição, possuindo um formato diferente das demais edições, encerrou suas inscrições com 216 startups inscritas, sendo 60 Cidades do Futuro, 51 Ciências da Vida, 39 Cultura, 52 Digitalização, 51 Mobilidade e 49 na categoria Alemanha.

O processo de avaliação se iniciou no dia 1 de agosto e vai até dia 2 de setembro, ocorrendo a premiação no dia 29 de setembro em São Paulo, tradicionalmente após o Seminário Brasil-Alemanha de Inovação.

A comissão julgadora do Prêmio é formada por representantes das empresas patrocinadoras da iniciativa Startups Connected, membros do Comitê de Inovação e representantes da Câmara Brasil-Alemanha, além de representantes de ICTIs brasileiras e alemãs.

Será premiada neste ano a startup brasileira com maior pontuação de cada categoria, cinco no total, e apenas a startup alemã, uma, que atingir a pontuação mais elevada entre todas categorias. As três startups brasileiras finalistas de cada categoria concorrerão a uma vaga no programa AHK Startups Accelerator. Fora isso, as startups vencedoras se apresentação na cerimônia do Prêmio Brasil-Alemanha de Inovação, evento com participação de 200 pessoas, entre elas diversos executivos das principais empresas alemãs presentes no Brasil.

Critérios de avaliação

  • Problema e solução – Qual problema a startup se propõe a resolver? A solução proposta é aderente ao problema?
  • Inovação e tecnologia empregada – Qual é a tecnologia inovadora empregada? Existem patentes registradas ou solicitadas? Existe um protótipo ou simulação digital?
  • Mercado – Quais suas características essenciais que fazem com que a solução proposta seja desejada? Quais são seus diferenciais?
  • Modelo de negócio – O que é necessário para que sua solução chegue ao cliente? Como sua startup irá se capitalizar? Qual é o MVP (produto mínimo viável)?
  • Equipe e empreendedor – Como é formada a equipe? Quais são as competências técnicas existentes? Qual é o tempo dedicado por cada integrante para a startup?

Datas e Processo de avaliação

Os processos de avaliação possuem as fases zero, um e dois. Na fase zero, 2 a 5 de agosto, foram feitas as análises das informações apresentadas no formulário de inscrição pela Câmara Brasil-Alemanha.

Em sua primeira etapa que vai de 15 a 25 de agosto, as startups serão avaliadas por no mínimo três integrantes da banca julgadora, a partir dos critérios já mencionados. E entre 29 de agosto a 9 de setembro em sua segunda e última fase, acontecerão análises e qualificações das cinco startups com as maiores pontuações em cada categoria. O anuncio das startups vencedoras acontecerá no dia 12 de setembro.

Para mais detalhes, acesse aqui.