De 9 a 13/11, em Belo Horizonte, acontece a primeira edição da FINIT – Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia, evento inédito no País, com expectativa de reunir mais de 30 mil pessoas, em uma área de mais de 15 mil metros quadrados, no ExpoMinas. A iniciativa é pioneira no Brasil, e acontece por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – SECTES-MG, Minas Digital, Codemig, Fapemig, San Pedro Valley, FIEMG, SebraeMG, SEED, SIMI, SucesuMinas, FIEMGLab, entre outros apoiadores.

O lançamento da Arena de Negócios aconteceu esta semana no Espaço CentoeQuatro em BH, e contou com a presença de Miguel Corrêa Júnior, Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; Léo Dias, Subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação; empreendedores, empresários e representantes de grandes empresas do País.

Durante a abertura, Miguel Corrêa, Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, comentou que BH tem trabalhado um modelo quase que único no mundo onde existe uma participação muito sólida do Estado com investimento direto nas startups. “Esperamos nos tornar uma fábrica de grandes empresas de base tecnológica e novos empreendedores, para que assim, sejam gerados novos empregos e possibilite que as pessoas progridam no seu Estado. Estamos lutando para ser o ambiente mais inovador em todo o mundo para a produção dessas empresas. Vamos mostrar para o Brasil e o mundo como o ecossistema de BH é poderoso e produtor de grandes negócios”.

Foto: Pau

Foto: Gabriel Maciel

Segundo Léo Dias, Belo Horizonte tem um cenário muito positivo na área de tecnologia e inovação, mas muita gente desconhece esse fato, e uma forma de contar para o Brasil e para o mundo o que está acontecendo na região é através de eventos. Segundo ele, dentro do calendário de eventos mensais na região, os encontros para falar sobre tecnologia são os mais procurados. “A FINIT será o maior evento do ano na cidade, nosso objetivo foi reunir eventos com repercussão mundial, que pudessem se complementar entre si. Por isso escolhemos a Campus Party, a 100 OpenStartups e a DEMO LATAM, que trarão muito conteúdo para todos os públicos de tecnologia, desde geeks e internautas até startups, investidores e grandes empresas. Assim chamamos a atenção para as inovações mineiras, para contar nossos casos de sucesso que são muitos”, destaca o Subsecretário.

Foto: Paula Isis/SIMI

Foto: Gabriel Maciel

Rafael Levy, Fundador do 100 Open Startups – movimento que conecta empreendedores com grandes empresas -, considera o ecossistema de BH um dos mais maduros do Brasil, e conta que nas outras edições do movimento, Minas sempre esteve presente. Na última edição do ranking nacional, 11 startups mineiras se destacaram entre as 100 melhores brasileiras: nove de Belo Horizonte, uma de Lavras e uma de Janaúba. Quatro delas ficaram entre as 25 melhores do País: LevaEu (19º lugar), PickMeApp (22º), Solides (23º) e Wearable Sun (25º). Ele também destaca que até mesmo na questão das grandes empresas, que buscam se aproximar da startups, BH esteve sempre representada com nomes como Algar e CEMIG. “A FINIT tem tudo pra dar certo, é o que esperamos e tenho certeza que o ecossistema nos ajudará a fazer o melhor evento que já fizemos antes”, afirma Rafael.

Foto: Paula Isis/SIMI

Foto: Paula Isis/SIMI

Um diferencial dessa edição do 100 Open Startup é que pela primeira vez o evento contará com um ranking regional, ou seja, serão selecionadas as top 100 startups de BH para participar do evento junto com as outras 100 selecionadas do ano anterior. A ideia do movimento é desenvolver rankings regionais de startups, além do ranking brasileiro das 100 startups mais atraentes para o mercado. “Esse será o maior evento até agora em relação a quantidade de startups que já fizemos no Brasil”, conclui.

Para participar da seleção regional, a startup deve se inscrever pelo site até 25 de setembro e escolher o desafio que tem mais sinergia com sua solução. Neste ano, o 100 Open Startups parte com 20 desafios de inovação propostos pela rede de empresas e de investidores, em áreas como saúde, agronegócios e sociedade da informação.

Antonio Novaes Jr., Diretor da Campus Party Brasil – considerada a maior experiência tecnológica do mundo nas áreas de ciência, criatividade, games e entretenimento digital -, afirma que BH já é uma referência como um polo de tecnologia no Brasil. Para ele, o Governo de Minas Gerais tem se destacado, pois já entendeu que a sociedade está passando pela quarta revolução mundial, uma revolução da internet, onde os filhos ensinam os pais e avós e não ao contrário. “Tendo essa compreensão, o Governador Pimentel, o Secretário Miguel Corrêa e o Subsecretário Léo Dias entenderam que Minas Gerais, sendo um polo tecnológico, pode prover e ajudar essa revolução, por isso nós vimos bastante sinergia para trazer a Campus Party para cá”, destaca.

Foto: Gabriel Maciel

Foto: Gabriel Maciel

Para ele, a importância de um evento como a FINIT tem relação com a lei de Moore, que diz que os chips dos processadores (as pequenas placas de circuitos que constituem a espinha dorsal de qualquer processador) duplicam de velocidade a cada 18 meses. “Nos próximos cinco anos teremos a mesma velocidade de realizações e criações tecnológicas que tivemos nos últimos 50 anos, por isso temos que estudar o que irá acontecer no futuro. Um estudo do Gartner diz que nos próximos 30, 40 anos, 50% das profissões que existem hoje não existirão e que nos próximos 10, 15 anos, 40% das disciplinas estudadas no mundo acadêmico vão desaparecer, então na FINIT vamos estudar e debater como o ser humano vai coexistir com o robô e como vamos sobreviver com essas mudanças nos próximos anos”, completa Antonio.

E para permitir gerar mais negócios, investimentos, relacionamento e capacitação para empreendedores, investidores e agentes de inovação do mercado corporativo, a DEMO LATAM, sob o comando do STARTUPI, leva para a FINIT quatro importantes pilares para complementar o evento:

  • Latin American Business Mission
  • International Conference for Startups, Investors and Corporate Market
  • Workshop de Capacitação para Empreendedores: “Como Obter Investimentos para Startups”
  • Workshop de Capacitação para Investidores: “Como Tornar-se um Investidor-Anjo”

Foto: Gabriel Maciel

A Conferência DEMO chegou ao País em 2013 e permanece gerando negócios entre startups e investidores até hoje, e terá sua edição LATAM pela segunda vez no Brasil. O objetivo principal da DEMO LATAM é fortalecer a integração entre todos os países da América Latina em prol do empreendedorismo tecnológico e digital. Tal iniciativa visa criar maior relação de negócios entre startups, investidores e grandes empresas de países como Brasil, Chile, Argentina, Colômbia, Peru, México entre outros. DEMO LATAM é uma das iniciativas de matchmaking, lideradas pelo STARTUPI para interligar as startups brasileiras e latino-americanas com o ecossistema global.

Segundo Geraldo Santos, diretor-geral do STARTUPI, “A DEMO LATAM aposta na construção de um ecossistema latino-americano mais forte e integrado, que possa gerar muito mais inovação e negócios entre startups, investidores e grandes empresas, permitindo a criação de programas de aceleração mais eficazes e interligados, gerando cada vez mais startups de classe mundial. Por isso, além de uma Conferência de dois dias, contendo temas de interesse direto do ecossistema, a DEMO LATAM este ano traz como novidade uma Missão de Negócios da América Latina para o Brasil, com o objetivo de apresentar os polos de inovação do País, atrair investidores e empresários internacionais interessados no mercado latino-americano e permitir gerar negócios entre os países”, conclui.

Para sentir um pouco de como será a dinâmica da Arena de Negócios, o lançamento da FINIT foi marcado por dois painéis de debates. Um deles, moderado por Geraldo Santos, trouxe como convidados Fábio Póvoa, cofundador da Movile e Investidor-Anjo e Rodrigo Cartacho, fundador da Sympla. Eles abordaram temas como relação com investidores, ecossistemas locais, expansão de mercado e internacionalização de startups e deram dicas ao público presente da importância de construir uma relação a longo prazo entre empreendedor e investidor.

Paula Isis/SIMI

Foto: Paula Isis/SIMI

Rafael Levy, Fundador do 100 Open Startups, moderou o painel “Grandes Empresas e Startups cocriando inovações” com José Mauro Floriano, Assessor Corporativo de Inovação da ALGAR, Frederico Bruno, da Gerência de Gestão de Tecnologia e Inovação da CEMIG, Alessandro Garcia, CEO da Solides e Eros Viggiano, Diretor Executivo da LogPix. Durante o Painel, foi possível entender melhor como as grandes empresas estão buscando inovação nas startups e quais os desafios da relação entre empreendedores e mercado corporativo, visando alinhar os objetivos comuns.

Rodrigo Cartacho, CEO da Sympla, startup de BH eleita como melhor startup do ano em 2015, destaca que Belo Horizonte já tem hoje a melhor comunidade de startups do Brasil e agora estão caminhando para se tornar o melhor ecossistema do País. “Estamos vivendo um momento único em Minas Gerais, temos a melhor comunidade, temos o Governo do Estado apoiando, temos investimento e todos os players necessários para que o ecossistema funcione. Agora com essa iniciativa da FINIT temos uma ótima oportunidade de transformar o mindset do que representa Minas Gerais para o mundo”.

28576645064_b75035ce44_o

Foto: Gabriel Maciel

Deu para sentir que em novembro Belo Horizonte atrairá a atenção de toda América Latina com muito conteúdo, networking, geração de negócios e aprendizado. A FINIT é uma iniciativa inédita, reunindo três importantes eventos em um só local, o que beneficiará os empreendedores, grandes empresas, investidores e entusiastas por tecnologia. Segundo Léo Dias, a expectativa é receber diariamente em torno de 15 mil pessoas. “Vamos transformar BH em uma referência mundial”, finaliza.

As inscrições para a FINIT já estão abertas aqui. Quer continuar acompanhando o que acontece de mais inovador no ecossistema de startups de Minas Gerais e o que vai rolar de melhor na FINIT? Fique ligado aqui no STARTUPI!