As ambições da Apple no setor da saúde continuam a expandir, agora com a aquisição de sua primeira startup de dados pessoais de saúde, a Gliimpse, disse esta semana o site Fast Company.

A startup baseada no Vale do Silício desenvolveu uma plataforma de dados pessoais de saúde que permite que qualquer pessoa colete, personalize e partilhe uma imagem dos seus dados de saúde. A empresa foi fundada em 2013 por Anil Sethi e Karthik Hariharan. Sethi é um empreendedor em série que passou a última década trabalhando com startups de saúde, depois de tornar sua empresa pública, Sequoia Software, em 2000. Ele começou sua carreira como engenheiro de sistemas da Apple no final de 1980.

A aquisição aconteceu no início deste ano, mas só agora a Apple resolveu falar sobre o assunto. A empresa já confirmou a compra, dizendo: “A Apple compra empresas de tecnologia menores de tempos em tempos, e nós geralmente não discutimos o nosso propósito ou planos.”

De acordo com a página LinkedIn de Sethi, a Gliimpse – como muitas startups – nasceu de uma necessidade pessoal. Ele diz que acompanhou sua irmã através de sua batalha contra o câncer de mama e descobriu o quão desafiador é adquirir e gerenciar seus dados pessoais de saúde.

A aquisição irá reforçar os esforços da Apple em saúde digital. Nos últimos anos, a companhia tem mergulhado no setor, com uma gama de serviços (HealthKit, CareKit e ResearchKit), que permitem que os pacientes, médicos e investigadores acessem dados de saúde e bem-estar importantes através de uma variedade de dispositivos móveis.

O que se destaca sobre o negócio é que a Gliimpse destina-se a pacientes com doenças como câncer e diabetes. A Apple contratou recentemente um endocrinologista pediatra que desenvolveu o aplicativo HealthKit para adolescentes com diabetes tipo 1, sinalizando um aumento do interesse em aplicações para usuários com doenças crônicas.

O CEO da Apple, Tim Cook,  disse recentemente em entrevista ao Fast Company que ele vê uma grande oportunidade de negócio para a empresa no lado não-regulamentado de cuidados de saúde: “Se você não se preocupa com o reembolso, o que temos o privilégio de fazer, isso pode até fazer o mercado de smartphones parecer pequeno. ”

Fonte: Fast Company