Não é novidade que o mundo das fintechs está tomando cada vez mais força no mercado brasileiro. De Nubank a Banco Original, estas empresas estão se tornando referência e tirando pouco a pouco dos bancos tradicionais os consumidores, que preferem se afastar o máximo que puderem de agências físicas e filas intermináveis destas instituições.

O mais novo player deste mercado é o Banco Neon. Até pouco tempo atrás, a empresa fundada por Pedro Conrade era Controly, uma startup de cartões de crédito pré-pagos lançada em junho de 2015 e inspirada pelo Simple Bank, empresa norte-americana. “Na época em que eu fundei o Controly eu tinha tido uma experiência muito ruim com o meu banco, e aí eu olhei para o Simple Bank, que tinha uma relação diferente com os clientes: os ajudava a economizar dinheiro e não tinha tarifa. Foi aí que eu pensei que que poderia fazer algo assim no Brasil”, diz o empreendedor paulista.

Pedro Conrade. Foto: Divulgação

Pedro Conrade. Foto: Divulgação

Empreendendo desde muito cedo, Pedro, de 24 anos, também foi fundador do Startup House, uma venture builder que desenvolvia ideias e aportava em outras startups, fundada em 2012. “Foi aí onde eu fiz minha escola. Estando dos dois lados da mesa, investindo e desenvolvendo startups, eu aprendi tudo o que me embasou para construir o Controly de uma forma sólida”.

Do lançamento até os próximos nove meses seguintes, o Controly alcançou a marca de 10 mil clientes sem gastar nada em marketing. Mas, segundo Pedro, a startup já nasceu sabendo que em algum ponto se transformaria em um banco digital. “O pré-pago não era o fim, era só uma etapa. A gente precisava dar o próximo passo, e hoje você consegue substituir por completo o banco tradicional com o Banco Neon”, completa.

Com o slogan “tipo um banco, só que totalmente diferente”, a empresa deixa de ser apenas uma opção para ajudar os clientes a controlarem melhor suas finanças e passa a ser um banco completo, só que digital. O objetivo do novo posicionamento é fazer com que os clientes esqueçam todas as experiências anteriores, principalmente as ruins, com os bancos tradicionais e recomecem esta relação, desta vez com a versão digital e simplificada de um banco.

Pedro diz que além dos diferenciais das taxas, atendimento e praticidade que o Banco Neon pode oferecer diante da concorrência, o ponto principal é a experiência. “Queremos que nossos clientes sejam tratados como clientes, não como números. A proposta é de um banco jovem feito por jovens, porque os jovens não estão dispostos a ficar na fila do banco, esperando o gerente falar ao telefone, só para conseguir pegar um cartão. Eles estão procurando uma alternativa e nós somos esta alternativa”, diz.

taxas banco neon

Mesmo tendo o plano de evoluir para um banco desde o início da startup, Pedro diz que o momento ideal de transformar é agora. “No começo eu precisava provar meu conceito no mercado, que era ‘será que as pessoas sentem falta de uma solução como essa?’. E o Controly foi esse teste”. Depois que alcançou a marca de milhares de usuários em poucos meses, a empresa parou de crescer em número de clientes propositalmente, porque já era possível a partir dali oferecer bem mais que apenas o cartão pré-pago.

Como funciona

Para solicitar uma conta no Banco Neon, o cliente deve baixar o app e seguir as instruções de cadastro, onde o Banco pede fotos do documento de identidade do correntista, que pode ser RG ou CNH, uma selfie para identificação, uma senha para acesso e endereço residencial. Após este processo, são feitas ao solicitante algumas perguntas de múltipla escolha para comprovação de identidade, como último emprego em que trabalhou ou nível de escolaridade.

Screen Shot 2016-07-13 at 10.56.54 AM

Para receber os cartões em casa, é necessário realizar um depósito de R$ 100 na conta recém aberta. Os saques podem ser efetuados em caixas eletrônicos da Rede 24 Horas, e a conta é habilitada para realizar e receber todos os tipos de transações bancárias. Há também uma opção no app chamada de “Objetivos”, algo parecido com uma poupança, em que o cliente diz quanto quer poupar e o Neon aplica esta quantia em CDBs, fazendo o dinheiro render mais, se comparado à uma poupança tradicional.

Lançado na última segunda-feira, 11 de julho, o Banco Neon, que também está no portfólio do Distrito Ventures, disponibilizou 5 mil solicitações para novos correntistas. Em menos de 48 horas todas as solicitações haviam sido requisitadas. O app do Banco pode ser baixado pelo App Store e pelo Google Play.