Aconteceu em São Paulo durante os dias 26 e 27, o Fórum E-Commerce Brasil, principal evento de e-commerce da América Latina e o terceiro maior evento de e-commerce do mundo, de acordo com a Forrester Research.

Em sua 7ª edição, o evento reuniu 10 mil congressistas que participaram de atividades técnicas e de negócios em 8 áreas de conteúdo. Pela primeira vez, o Fórum realizou em parceria com o STARTUPI, um DEMODay voltado para startups com produtos e modelos de negócio inovadores que apresentaram um Pitch para uma banca avaliadora formada por investidores e especialistas em e-commerce e varejo.

Tiago Batea, sócio-fundador do E-Commerce Brasil, conta que desde a primeira edição do Fórum eles foram cobrados para realizar atividades com startups, que é uma área que eles respeitam muito, mas como o e-commerce tem outras dores operacionais de logística, gestão, preço e contábil, eles acabavam sempre priorizado essas áreas. “Mesmo dentro das limitações, esse ano conseguimos plantar a semente com a parceria do STARTUPI que conseguiu desenhar um modelo bem eficiente viabilizando essa realização que foi um sucesso”, destaca Tiago.

Geraldo Santos, Diretor Geral Startupi e Tiago Baeta, Sócio-Fundador E-Commerce Brasil

Para Geraldo Santos, Diretor Geral do STARTUPI,  foi uma honra levar pela primeira vez um DEMODay com empreendedores e investidores para este evento de E-Commerce e Varejo, principalmente pelo que ele representa no Brasil, na América Latina e no mundo. “Foi um piloto muito bem sucedido, com certeza nos próximos anos essa ação poderá crescer e a participação de startups deve ser cada vez mais forte dentro do Fórum.”

Para todas as startups que possuem soluções para e-commerce ou varejo, esse é o principal evento da América Latina para se conectar com as marcas, lojistas, grandes plataformas de e-commerce, grandes clientes, executivos de empresas e investidores. Para o empreendedor é uma visibilidade enorme estar dentro do Fórum E-Commerce Brasil, com certeza em dois dias muitos deles conseguiram fazer reuniões, networking, com grandes possibilidades de gerar novos negócios.

Foram cerca de 200 inscrições para participar do DemoDay. Para a seleção das startups, Geraldo Santos conta que utilizou o mesmo processo que tem usado para a Conferência DEMO Brasil, que segue uma metodologia internacional para avaliação. Entre os principais diferenciais em análise para a escolha das startups, foram levados em consideração:

  • Inovação do Produto ou Ideia
  • Modelo de Negócios
  • Potencial de Mercado
  • Equipe
  • Estágio de desenvolvimento do Produto
  • Escalabilidade
  • Aderência a resolver um problema real de mercado

O DEMODay foi dividido em duas categorias: Soluções para E-commerce (fornecedores) e Novos Modelos de Negócio (varejo). Confira as startups participantes:

Soluções para E-commerce (fornecedores):

Bem InfinitoPlataforma que incentiva doações por meio da venda de produtos em e-commerce.

DitizSoftware para potencializar o marketing boca a boca online para e-commerce com intuito de aumentar suas vendas.

EmbracePlataforma que permite conhecer cada visitante online, cliente de lojas físicas, fã do Facebook de uma forma única e individual e ainda interagir entre estes canais de uma forma dinâmica.

PegaKiStartup de entrega compartilhada para produtos comprados pela internet.

Plataforma InfoSegurançaStartup de entrega compartilhada para produtos comprados pela internet.

POP RecargaMoeda eletrônica que permite que as pessoas sem conta bancária comprem pela Internet usando o dinheiro como meio de pagamento.

RankMyAppAjuda responsáveis por aplicativos móveis ganharem downloads de forma simples e rápida melhorando o marketing e a comunicação do App dentro das lojas de aplicativos.

Shoptutor – Assistente de compras de eletrônicos (TV, smartphone ou notebook) que, através de perguntas simples e interativas respondidas pelo consumidor, interpreta suas demandas e recomenda qual modelo tem mais afinidade com seu perfil, orçamento e necessidades.

SquidVitrines de performance com conteúdo dos próprios usuários, garantindo a mais alta conversão do e-commerce.

As startups tiveram 4 minutos para o Pitch para a banca avaliadora formada por Vitor de Gusmão (Livraria Cultura), João Kepler (DealMatch), Ricardo Penzin (Gávea Angels), In Hsieh (Infracommerce), Fred Rocha (Consultor), Daniel Marigliano (Brazuca VC), Marco Poli (Investidor Anjo) e Maria Clara Almeida (Secretaria de Ciência e Tecnologia de MG).

A vencedora dessa categoria foi a Squid, criada para ajudar os departamentos de marketing em uma tarefa árdua: monitorar e gerenciar os conteúdos gerados por seus consumidores (ou UGC, user-generated- content) nas redes sociais, de forma a reaproveitar esses conteúdos com objetivo de diminuir gastos na produção e ainda melhorar o engajamento com os clientes.

Foto: Marystela Barbosa

Foto: Marystela Barbosa

A tecnologia por trás da startup é capaz de monitorar e coletar as fotos e vídeos que as pessoas geram nas redes sociais, dessa forma as empresas conseguem distribuir esses conteúdos em diferentes canais, como por exemplo: inserir esses conteúdos on-site para aumentar a conversão, disparar e-mails marketing, criar campanhas de retargeting e entre outras funcionalidades, sempre usando conteúdos que os próprios consumidores geram para as marcas.
Foto: Divulgação Squid

Foto: Divulgação Squid

Felipe Oliva, CEO e Carlos Tristan, CMO, já tinham interesse em participar do Fórum E-Commerce Brasil e ao saber do DEMODay,  que tem tudo a ver com o mercado em que atuam, decidiram se inscrever. A startup fundada no final de 2015, já foi reconhecida como uma das mais inovadoras do mercado por programas como Startup Brasil e Edital SESI SENAI de Inovação.

Carlos destaca que ao se prepararem para o DEMODay viram a necessidade de apresentar um Pitch comercial e não um Pitch para investidores, pois nenhum investidor iria se interessar pelo negócio se eles não tivessem clientes, por isso focaram nesse tópico durante a apresentação. A startup possui mais de 30 clientes pagantes por mês, entre eles a Ambev, Saint-Gobain, Mentos, Piraquê, Passarela, Veritas, Glambox, Evino, Mobly e Antix.

“Estamos crescendo cerca de 25% mês a mês, atingimos o breakingeven operacional e estamos abrindo uma rodada para captação de investimento”, destaca Felipe. Com o investimento, a ideia é escalar o negócio para se tornar referência no Brasil. “Existem outras plataformas que oferecem um serviço semelhante ao da Squid fora do País, por isso queremos ser referência no Brasil e na América Latina”.

O principal prêmio da Squid, oferecido pela ShopBack, foi uma passagem e estadia por cinco dias, mais ingresso para uma Missão de Negócios no Vale do Silício em dezembro. “A viagem para o Vale será uma ótima experiência para entender como as coisas realmente acontecem por lá, se contextualizar com as novas tecnologias e fazer networking”, finaliza Felipe. Outros prêmios também foram dados pelo Startupi para o vencedor ganhar visibilidade e destaque na mídia.

Isaac Ezra, Diretor executivo na ShopBack Brasil, que entregou o prêmio para o vencedor, contou que a ShopBack começou como uma startup, por isso eles estão sempre olhando no mercado novos produtos e tecnologias e querem cada vez mais se aproximar das pessoas que tenham a veia empreendedora. “Estamos de olho no mercado justamente para achar gente como a gente, gente que um dia teve um sonho, foi atrás, acreditou e fez acontecer”, comenta Isaac.

Durante o DEMODay, o Startupi conversou com IN Hsieh e com o Investidor Anjo João Kepler. Segundo IN, “Um evento como esse está aproximando dois mundos. O E-Commerce no Brasil sempre teve muita proximidade com o Varejo, porém a aproximação com as startups é fundamental para as empresas perceberem que existem outras soluções e outros modelos de negócios, além da visão das startups que poderá ser muito proveitoso para o crescimento do setor”.

Geraldo Santos, João Kepler e In

Geraldo Santos, João Kepler e IN Hshie

Categoria: Novos Modelos de Negócio (varejo)

Foram cinco startups que apresentaram o Pitch para a banca avaliadora formada por Adrian Meusburger (Vortexx Participações S.A.), Sergio Menezes (Proxximo Telecom), Benicio José de Oliveira Filho (Ravel), Ricardo Penzin (Gávea Angels), IN Hsieh (Infracommerce), Fred Rocha (Consultor), Lima Santos (Investidor Anjo), Beatriz Nunes (Investidora Anjo) e Maria Clara Almeida (Secretaria de Ciência e Tecnologia de MG).

MovPrimeAplicativo de Gestão e Vendas de Móveis e Decorações com Showroom Virtual 360 graus.

MiarteEmpreendedores e revendedores independentes criam suas “lojas/franquias virtuais” em poucos minutos e, através de sua rede de relacionamento, efetuam vendas dos produtos da marca.

LeadiscoverOtimiza os resultados de vendas através de estratégias inovadoras de marketing com o uso de tecnologias de inteligência artificial, big data, machine learning e análise de dados.

PresenteieBasicamente, é a simplificação do ato de dar um vale Presente. O sistema 100% digital da startup permite ao usuário enviar um vale presente para qualquer pessoa, em menos de 1 minuto.

Repassa Startup que aposta no consumo sustentável, no poder de influência das pessoas e em construir relações de bem comum, em que todo mundo ganha.

A vencedora foi a startup Repassa, plataforma de compra e venda de itens de moda gentilmente usados que remunera a influência das pessoas e incentiva a doação dos valores recebidos para ONGs parceiras. Foi a primeira vez que Tadeu Almeida, fundador da startup, participou de um evento DEMODay e para ele a experiência foi incrível. A startup ganhará visibilidade de mídia e terá um espaço publicitário para divulgar suas soluções e conectar-se com Investidores da rede Startupi.

Foto: Marystela Barbosa

Foto: Marystela Barbosa

“Trazer o DEMODay para dentro do Fórum E-Commerce Brasil foi uma iniciativa muito positiva, tanto para as startups que tiveram acesso ao mercado, grandes empresas e investidores, quanto para as empresas, que puderam conhecer novas tecnologias e modelos de negócio que podem ajudá-las a se renovarem e reciclarem”, comenta Tadeu.

A ideia da Repassa surgiu do objetivo dos sócios em gerar impacto na sociedade e ajudar o maior número possível de pessoas. “Acreditamos no consumo sustentável, no poder de influencia das pessoas, no bem comum e que esses três conceitos podem mudar o mundo. Todo mundo tem muitas coisas que não usam mais, como roupas, calçados, eletrônicos, móveis, itens de decoração, acessórios e brinquedos. O que não serve para alguém pode ser útil para outras pessoas”, destaca Tadeu.

A startup acabou de lançar uma nova versão do site e com isso espera atingir uma tração significativa e um crescimento exponencial para o ano que vem chegar ao ponto de equilíbrio. Tadeu conta que também estão abrindo uma rodada de investimento para melhorar ainda mais a plataforma, investir em marketing, escalar e ganhar notoriedade.

Foto: Divulgação Repassa

Foto: Divulgação Repassa

“Durante a apresentação dos Pitches pudemos notar a variação dos sotaques dos empreendedores, o que é muito positivo para o ecossistema, pois mostra uma diversidade de soluções de todo País. O DEMODay E-Commerce Brasil/Startupi by ShopBack, conseguiu durante dois dias reunir empreendedores de diversas cidades que puderam interagir com investidores, grandes empresas e importantes players do e-commerce. Agradeço muito a parceria e a oportunidade que nos deram de levar startups para o principal Fórum de E-Commerce do País. Tenho certeza de que nos próximos anos será muito melhor e mais abrangente”, conclui Geraldo Santos.