O Google anunciou hoje a segunda classe do Launchpad Accelerator, programa lançado pela companhia em dezembro de 2015 para impulsionar os projetos selecionados para que se tornem uma referência de qualidade e sejam relevantes em escala global. A segunda classe conta com seis startups brasileiras, que irão participar do programa de seis meses junto com mais 18 startups da Índia, Indonésia e México.

O Launchpad é uma iniciativa desenvolvida para fomentar o crescimento de soluções digitais inovadoras que já estejam disponíveis em seus respectivos mercados. O programa tem duração de seis meses e foi criado para funcionar como um complemento ao trabalho que já é realizado pelas aceleradoras. Com a primeira e segunda classe, o programa vai impactar um total de 48 startups em 2016, divididas em duas turmas semestrais.

Em entrevista ao Startupi, José Papo, gerente de relacionamento com desenvolvedores e startups para a América Latina, diz que o programa preenche um gap no mercado. “Percebemos que existia muita concentração de investimento e ações para o empreendedorismo nos Estados Unidos e Europa, o que faltava nos mercados emergentes. Então resolvemos concentrar nos quatro maiores países emergentes, porque acreditamos na importância de trazer mais recursos e fazer com que as startups destes países se desenvolvam ainda mais”, completa.

José Papo, gerente de relacionamento com desenvolvedores e startups para a América Latina - Foto: Divulgação

José Papo, gerente de relacionamento com desenvolvedores e startups para a América Latina – Foto: Divulgação

Papo diz ainda que não há um nicho específico de mercado onde o Google investe. Para ele, todas as indústrias estão sendo – ou serão em breve – impactadas pelas tecnologias digitais, por isso a importância de investir nas startups mais inovadoras de diferentes segmentos. “O que analisamos  é o potencial de cada startup em três elementos: time; aquisição de usuários e retenção de usuários”, explica o gerente.

Benefícios

Serão oferecidos US$ 50 mil dólares para cada uma das startups participantes do programa e acesso contínuo aos especialistas do Google, mentores e gerentes de produto. As startups ficarão por 2 semanas no Vale do Silício para um processo de aceleração e imersão e mais seis meses em um co­working space em escritórios parceiros do Google. Além disso, os empreendedores poderão se conectar com fundos de venture capital e parceiros situados nos Estados Unidos e no Brasil e ainda receberão créditos em produtos de Cloud do Google  no valor de US$100 mil dólares para gastar em um ano. Em troca, o Google não terá qualquer tipo de participação nas empresas selecionadas.

Segundo o Google,o impacto que esta edição do programa terá representa um investimento total de mais de US$ 900 mil, considerando os valores de capital semente, os aluguéis de espaços de co­working e os custos da viagem e estadia na sede do Google, na Califórnia. Além disso, as startups selecionadas receberão o equivalente a US$ 1,4 milhão em créditos para gastar com produtos de Cloud do Google.

Mudanças

Desta vez, o número de startups selecionadas de cada país diminuiu de 8 para 6. Esta redução se deve à inclusão do México no programa, que reduziu a cota dos outros três países para continuar com o número total de 24 empresas por edição. Segundo Papo, o Google passará a trazer cada vez mais executivos de outras grandes empresas de sucesso para dividir suas experiências com os empreendedores do Launchpad Accelerator. “Na primeira turma nós trouxemos um executivo sênior do Airbnb para falar com as startups que estavam no ramo de imóveis. Isso foi muito importante para nós e para os empreendedores, por isso vamos cada vez mais aproximar esses duas pontes”. ressalta.

As inscrições estão abertas para as startups que queiram participar das futuras edições do Launchpad Accelerator através do site da iniciativa. Por enquanto o programa abre uma turma por semestre mas, segundo Papo, é possível que em 2017 a quantidade de turmas por ano aumente.

Confira quais são as brasileiras selecionadas para a segunda classe:

AppProvaApp Prova é uma ferramenta que está alavancando a educação através da avaliação e nivelamento de estudantes que se preparam para passar no vestibular e outros concursos.

BankFácil BankFácil é uma plataforma de crédito digital focada em empréstimos com garantia para fornecer crédito a preço acessível.

Edools Edools é uma plataforma para e­learning, ajudando empresas com um sistema completo para gerir cursos online. A Edolls cuida dos vídeos, documentação de hospedagem, gerenciamento dos estudantes, integração com e­commerce, escalabilidade, entre outros.

Emprego Ligado Emprego Ligado ajuda candidatos operacionais em mercados emergentes a encontrar o trabalho certo perto de casa e de forma rápida.

GetNinjas GetNinjas conecta clientes com os melhores profissionais de serviços em sua área, simplificando o processo de contratação desde serviços de reparo até babás.

Love Mondays Na Love Mondays funcionários revelar anonimamente os prós e contras de seu local de trabalho, os salários e satisfação de acordo com vários aspectos, tais como remuneração e benefícios, a cultura da empresa, equilíbrio entre vida profissional e progressão na carreira