*Por Todd Barrett

A indústria robótica está dependendo mais do que nunca da comunidade de startups. Isso porque esse ambiente é uma fonte rica de jovens empresários fazendo enormes avanços em inovação. Estes novatos ainda podem estar na universidade, mas podem também ser veteranos de uma grande corporação, que deixaram seus empregos, ou simplesmente visionários que gostam de ser independentes.

Os interessados em robótica sabem do valor das startups e da importância de ajudá-las a colocar suas ideias no mercado. Esses agentes incluem as empresas que integram a Fortune 500, instituições de saúde, bancos e agências governamentais – todos dedicados a desenvolver invenções robóticas. Além disso, as incubadoras e aceleradoras que apoiam novos empreendedores estão crescendo em ritmo acelerado e competições de startups estão se proliferando, assim como novos programas de financiamento de empresas de capital de risco e instituições financeiras.

Em Ontário, maior província do Canadá, responsável por 37% do PIB do país, a maior parte das atividades de startups está acontecendo nas regiões de Toronto, Waterloo e Ottawa, e a robótica representa uma das seis áreas-chave que estão liderando a revolução tecnológica, juntamente com inteligência artificial, desenvolvimento de sensores, supercomputação, biociência e impressão 3D.

Alunos aprendendo em uma sessão de treinamento de robótica da Fanuc Certified Education

Alunos aprendendo em uma sessão de treinamento de robótica da Fanuc Certified Education

Há muitos fatores que fomentam o sucesso da província – de generosos créditos fiscais para pesquisa e desenvolvimento a alíquotas tributárias corporativas baixas. A colaboração entre as universidades, a indústria, o governo e mesmo entre setores também tem sido fundamental para a construção de uma comunidade dinâmica.

Vale ressaltar ainda que faculdades e universidades são agentes essenciais na promoção do ecossistema de inovação em Ontário. Alunos e professores no departamento de engenharia da Universidade de Waterloo, por exemplo, estão trabalhando com a comunidade de saúde para introduzir no mercado ferramentas de assistência robótica para aplicações de fisioterapia. Outros inúmeros projetos entrarão no mercado em áreas como logística e de veículos autônomos. Esse movimento é viabilizado por uma série de parcerias. O Centro de Robótica ABB, localizado na Sheridan College, em Brampton, não é apenas uma plataforma de produção e de ensino. O local também está aberto a empreendedores que queiram testar possíveis tecnologias de robótica avançada a um custo significativamente menor.

Além disso, líderes da indústria global também estão no jogo. Samsung, Intel e Hitachi, por exemplo, estão financiando pesquisas de nível universitário sobre o desenvolvimento robótico em escala nano, que é utilizado em áreas como produção de microprocessadores, descoberta de medicamentos e cirurgias.

Grandes ideais geram grandes parcerias

A MDA Corporation, uma empresa de Brampton, em Ontário, especializada em desenvolvimento de comunicações, vigilância e tecnologia avançada, está sempre em busca de parcerias inovadoras. Por esse motivo, mantém parcerias com universidades para colocar em prática algumas das suas capacidades. A Festo Canada, líder mundial de tecnologias de automação pneumática e elétrica com sede em Mississauga, também em Ontário, atua como uma incubadora, colocando startups para trabalhar com parceiros de engenharia e universidades.

A região também abriga uma rede crescente de incubadoras e aceleradoras, como a MaRS Discovery District, em Toronto, e a Communitech, em Waterloo, cujo trabalho é ajudar startups a aproximar as suas ideias da comercialização.

Empresas como a Clearpath Robotics, desenvolvedora de veículos robôs não tripulados para pesquisa e aplicações de logística localizada em Waterloo, chegou ao mercado por meio do Centro de Aceleração da Universidade de Waterloo, no Johnston Research + Technology Park. O local é uma parceria entre as universidades, agências governamentais e incubadoras de Ontário. Já a Synaptive Medical encontrou sucesso em inovação robótica para neurocirurgia por meio de suas fortes ligações com o sistema universitário e os jovens talentos da região.

* Todd Barrett é cônsul comercial de Ontário, Canadá, no Brasil