Foi concedida ao Google, em 25 de abril, uma patente em que a empresa apresenta um método para a entrega de pacotes para os consumidores com drones. Basicamente, um drone autônomo poderá ser utilizado para a empresa para aterrar, entregar pacotes e decolar novamente, pairando sobre de sua meta de entrega.

O drone, neste caso, desceria lentamente os pacotes para entrega através de uma corda. O aparelho teria ainda sensores que permitirão dizer quando o pacote tocou o chão, e que poderia separar e recolher o cabo de ligação. Após a entrega, o drone pode voltar à base para recarregar e pegar outro pacote. As informações são do site Quartz.

O que é mais interessante é como o Google prevê que os usuários interajam com os robôs.  A patente sugere que os drones chamem a atenção das pessoas que transitam pelo lugar,  dizendo-lhes para tomar cuidado. “Cuidado: Afastem-se”, emitiria o drone, até que ele deixe a sua carga. Ao cumprir a tarefa, o aparelho se despediria em tom alegre: “Entrega completa!”.

Ainda para a segurança dos usuários do serviço de entregas, os drones também teriam luzes de advertência que mudariam de cor como um semáforo, para que a pessoa saiba que é seguro para recuperar sua encomenda debaixo do drone pairando.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Não há garantia, no entanto, de que o Google ou qualquer empresa da Alphabet irá desenvolver este tipo de tecnologia. Um representante do Google disse ao Quartz que detém patentes em muitas ideias, e nem todos elas amadurecem em produtos ou serviços. O Google possui patentes para caminhões de entrega e um serviço de entrega operado por humanosvchamado Google Expresso. Talvez, como Alphabet luta para diversificar suas fontes de receita além da publicidade, o Google tenha encontrado algo.