A Microsoft lançou esta semana o Coletivo do Esporte, uma plataforma de financiamento que facilitará a captação de recursos financeiros para projetos esportivos em todo o país. O objetivo do projeto é contribuir para o desenvolvimento dos jovens por meio do esporte e oferecer uma melhor preparação de esportistas brasileiros para Jogos Olímpicos, já pensando na edição de 2020.

O coletivo conta com sete projetos cadastrados e a expectativa é a de que novas propostas de apoio a atletas das mais variadas modalidades olímpicas ainda sejam incorporadas.

Cada projeto tem a sua história e terá suas metas, objetivos e resultados claramente comunicados, assim como seu impacto na vida de milhares de jovens e futuros atletas.

A plataforma de financiamento Coletivo do Esporte conta com nova tecnologia desenvolvida pela startup Civentis e com o apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) na curadoria dos projetos participantes. O crowdfunding está baseado em três pilares: a reunião de vários projetos de atletas, ex-atletas e treinadores em uma única plataforma pública, a visibilidade deles e o estímulo ao apoio e o acompanhamento da evolução de cada um de forma simples e transparente.

Com o coletivo, pessoas físicas e jurídicas poderão apoiar projetos e receber os benefícios fiscais da lei de incentivo ao esporte, que oferece abatimento fiscal em Imposto de Renda. Para pessoas físicas, o desconto devido será de 6%, enquanto para pessoas jurídicas será de 1%. O cálculo do benefício pode ser simulado pela calculadora fiscal disponível no portal. As doações estão abertas e as formas de pagamento incluem cartão de crédito, depósito e boleto bancário pela Pagseguro.

Com o coletivo, pessoas físicas e jurídicas poderão apoiar projetos e receber os benefícios fiscais da lei de incentivo ao esporte, que oferece abatimento fiscal em Imposto de Renda. Para pessoas físicas, o desconto devido será de 6%, enquanto para pessoas jurídicas será de 1%. O cálculo do benefício pode ser simulado pela calculadora fiscal disponível no portal. As doações estão abertas e as formas de pagamento incluem cartão de crédito, depósito e boleto bancário pela Pagseguro.

Conheça as iniciativas:

  • Mar de Oportunidades – Torben Grael: para manter o trabalho com jovens carentes de Niterói (RJ), o Instituto Rumo Náutico/Projeto Grael precisa de ajuda para comprar dois novos barcos;
  • Basquete e Cidadania – Janeth Arcain: para instalação de um novo polo do Instituto Janeth Arcain em Bayeux (PB) que levará esporte e cidadania a 80 jovens. A iniciativa já revelou talentos como a Damiris Dantas, atleta do Minisota Lynx (WNBA) que disputará os Jogos Olímpicos Rio 2016 pela Seleção Brasileira de Basquete Feminino, time pelo qual é bicampeã sul-americana.
  • Correndo pelo Mundo – Vanderlei Cordeiro: visa expandir o trabalho de transformação social feito pelo Instituto Vanderlei Cordeiro em Campinas (SP) por meio do atletismo. Jonathan Silva, Campeão Troféu Brasil 2014 que disputará a Rio 2016, é uma das revelações do Instituto.
  • União de Esporte, Valores e Muita Alegria – Bernardinho: deseja viabilizar o festival de final de ano do Instituto Compartilhar, de Bernardinho, que integrará 500 alunos de 15 escolas públicas em uma oficina de jogos e valores.
  • Atletas Inteligentes – Jackie Silva: quer levar o projeto transformador da medalhista olímpica Jackie Silva para uma escola pública de uma comunidade carente de Duque de Caxias (RJ).
  • Novo Futuro Campeão – Robson Caetano: deseja viabilizar a reabertura do extinto e bem-sucedido programa Futuro Campeão do Instituto Robson Caetano, que teve as atividades encerradas em 2015 por falta de financiamento.
  • Instituto Reação – Flavio Canto: busca recursos para manter os profissionais do instituto como professores de judô e educadores, custear as despesas administrativas e com manutenção, bem como o treinamento da equipe técnica.