* Por João Kepler

Angel Summit Americas, Miami – Como dissemos ontem, o Angel Summit é um evento que reúne os grupos de investidores Anjo da maioria dos países das Américas e os maiores investidores Anjo do mercado promovido pelo Startup Angel.

angelsummit2

Na abertura do dia tivemos a palestra da Bedy Yang, da aceleradora 500 Startups, “Investindo além do Silicon Valley”. A Bedy mostrou como a 500 entende como evolução da escada do investimento que ela chama de Venture ecosystem, apesentou seus programas internacionais, mas especificamente o fundo criado no México. Em relação ao Brasil, Bedy é muito próxima da nossa comunidade e tem muitos planos para várias startups na nossa região.

angellsummit3

Na sequência tivemos a palestra da Constance Freedman, da Moderne Ventures, que mostrou suas startups investidas na área de Real State, o que ela chama de Multi Million Dollar Market, basicamente apresentando as soluções que forem investidas dentro do segmento que são originadas de vários países da Américas, mostrando que tem muita inovação vinda de lugares inesperados, segundo ela. A startup mais conhecida no Brasil que eles investiram foi a DocuSign que automatiza processo de assinaturas de contratos.

angelsummit4

Os painéis começaram e a plateia foi novamente dividida em três auditórios, o em que eu fui um dos painelistas representando a Anjos do Brasil e o DealMatch foi o “De Madri a Medellín a Miami, investimentos além do seu mercado”.  Neste painel foram discutidos os desafios e as oportunidades de investimento em países de língua espanhola e português, como as startups desses países, incluindo o Brasil, estão se destacando também no resto do mundo. Para começar, o moderador Cesar Salazar perguntou a cada um do painel qual a startup da sua região e seu investimento que tem mais orgulho  de ter investido, o Mark Kingdon, da Quixotic Ventures, falou Twitter, o Pedro Sorrentino, do Funders Club, lembrou do Pipefy entre outros, no meu caso eu disse que tenho orgulho de todas e que por isso ficava difícil dizer uma, mas ele insistiu e eu disse que uma delas é a Hand Talk, que facilita a comunicação entre surdos e ouvintes. 

angelsummit5

Bem, entrando no assunto especificamente do painel, foram discutidos assuntos como regulação, organização de grupos de investidores, convergência entre os países e principalmente oportunidades em cada país. No caso do Brasil, o Herman Fernandez, da Angel Ventures Mexico, elogiou a Anjos do Brasil, disse que tem acompanhado o ótimo trabalho institucional junto aos investidores no Brasil, já o Andres Barreto, da Social Atom, citou que iniciativas como a da  Plataforma DealMatch qualifica o investimento e se torna um poderoso instrumento para reduzir riscos e um veículo para organização dos investimentos.  A possibilidade de integração entre os países é nítida.

angelsummit6

Logo após aconteceu o painel “Engajamento de startups com as corporações”. As grandes empresas hoje estão procurando maneiras para resolver seus problemas e expandir seus negócios, agora elas querem também desenvolver maneiras de influenciar as comunidades e isso passa também por financiar projetos. Para as comunidades e starups em particular, isso é altamente benéfico. O dinheiro das empresas tende a vir com expertise corporativo, contatos e experiência – três coisas valiosas que qualquer empreendedor gostaria de ter para ajudar na jornada. Foi esse o assunto discutido no painel que reuniu Ivan Rapid-Smith, da Wastco, Lori Anne Wardi da, .co, e Scarlett Seiber, do BBVA, entre outros.

angelsummit7

No  painel “Quando o público encontra o privado, como o governo pode ajudar?”, Yuri Navarro, da NACO do Canada, e Luis Terrones, da COFIDE do Peru, ambas entidades similares a Anjos do Brasil, discutiram como fazer parcerias público privadas e como lidar com o tema acesso ao capital.

Para encerrar o evento, Marc Nager, da Techstars, mostrou como as comunidades estão fazendo a diferença nos países das Américas, falou do vibrante ecossistema de startups em países como o Brasil e como algumas startups dessas comunidades estão atingindo a casa dos bilhões. Explicou a importância e como construir uma comunidade com startups de classe mundial.

O evento acabou. Por isso, deixo aqui um slide da Bedy Yang com perguntas e afirmações amplamente discutidas ao longo do evento. Parabéns Startup Angel e a todas as entidades que representam o investimento anjo na América Latina, principalmente a nossa Anjos do Brasil.

angelsummit8

É isso,  até a próxima.


joãoJoão Kepler é reconhecido como um dos conferencistas mais sintonizados com Inovação e Convergência Digital do Brasil; Especialista em e-commerce, marketing, empreendedorismo e vendas; Investidor Anjo, líder do núcleo Nordeste da Anjos Do Brasil; Participa em mais de 40 StartUps; Associado na Bossa Nova Investimentos e Seed Participações; Lead Partner da Plataforma DealMatch; Cotista e Mentor nas Aceleradoras 85Labs e StartYouUp; Vencedor do prêmio Spark Awards da Microsoft como Investidor Anjo do Ano 2015; Empreendedor Serial; Conselheiro da GCSM Global Council of Sales Marketing; CEO na Plataforma SDI de Event Ticketing; Colunista de diversos Portais no Brasil; Speaker internacional; Premiado por anos consecutivos como um dos maiores Incentivadores do Ecossistema Empreendedor Brasileiro.