O Slack, ferramenta na nuvem de colaboração de equipe, acaba de anunciar que começará a testar a transformação de mensagens de texto para chats de voz ou vídeo. Durante uma conferência com clientes em San Francisco, EUA, a empresa traçou os planos para ficar à frente de seus concorrentes de bate-papo no local de trabalho.

Hoje o Slack já tem 2,3 milhões de usuários ativos diariamente e acredita que, com mais opções na ferramenta, seus usuários possam ter mais transparência em seus processos, além de mais produtividade e colaboração.

Segundo informações do Tech Crunch, a Vice-presidente de produtos da empresa, April Underwood, diz que o chat de voz virá primeiro para desktop e, em seguida, a empresa irá se concentrar em fazê-lo funcionar em todos os demais dispositivos.

slack-growth

Assim que estiver tudo funcionando, a empresa começará a trabalhar nas chamadas por vídeo. Underwood disse ainda que já é possível fazer chamadas de voz através da integração Slack do Skype, mas a versão do Slack terá suas próprias características, sem que seja necessária outra ferramenta.

Canais compartilhados serão a grande experiência e terão mais espaço no Slack, podendo ajudar os usuários a se comunicarem com equipes em diversos departamentos, principalmente em grandes empresas. A plataforma também quer capacitar as organizações para fazer a interface com terceiros, como agências de marketing e fornecedores de tecnologia.  Para tornar mais fácil para os desenvolvedores criarem experiências mais potentes em plataformas, o Slack também está construindo uma divisão de inteligência, a SLI – Search, Learning & Intelligence.

“Nós da Slack gostamos de ser abertos e transparentes, porque queremos o feedback do nosso público”, finaliza Underwood.