A Oracle pretende convencer o júri de que o Google deve pagar US$ 9,3 bilhões em uma ação sobre direitos autorias que envolve a Java e o Android. A Oracle alega que deveria receber US$ 475 milhões em danos, além de US$ 8,8 bilhões relativos a “lucros repartidos por infringir direitos autorais Java”, de acordo com documentos judiciais citados no relatório. As informações são do site Business Insider.

As duas empresas estão em desacordo sobre se o Google usou indevidamente os chamados APIs (interfaces de programação de aplicativos) relacionados com a linguagem de programação Java para criar seu sistema operacional Android. A Oracle afirma que o Google não pagou a empresa pelo uso de Java, que foi desenvolvido pela empresa de tecnologia Sun Microsystems. A Oracle adquiriu a Sun Microsystems em 2010.

Na nova fase do julgamento, prevista para o dia 9 de maio, o júri irá decidir se o Google tinha o direito de usar o código de graça ou se o Google deve danos à Oracle, além de quanto deverá pagar. O Google defende que o uso do Java é coberto por “fair use”, proteção de direito autoral que permite a cópia limitada do software , o que significaria que a empresa não deve à Oracle quaisquer danos.