* Por Anderson Leonardo – iugu

O comércio eletrônico está em alta em 2015 e, ao que tudo indica, a crise não afetou seu crescimento. Nos quatro primeiros meses deste ano, segundo o G1, o faturamento do e-commerce cresceu 11%, chegando ao valor de R$ 12 bilhões. Já em relação ao número de lojas virtuais, o aumento representou 42% em relação a 2014.

Mas as vantagens desse crescimento estão diretamente relacionadas às facilidades de pagamento. Segundo a pesquisa Consumo Virtual no Brasil, realizada entre 5 e 8 de janeiro deste ano com 678 usuários de sites de vendas em 2014, o principal meio de pagamento entre os consumidores é o cartão de crédito, representando 78% dos entrevistados, seguido do boleto bancário, com 54%.

Assim como qualquer forma de pagamento para uma empresa, seja de pequeno ou de médio porte, existe um conjunto de prós e contras que devem ser levados em consideração na hora de escolher qual forma de pagamento será utilizada no processo de vendas.

Cabe a cada empreendedor analisar e escolher qual a melhor forma de recebimento para o seu negócio e qual o perfil da sua clientela. Para ajudá-lo no processo de escolha, elaboramos uma pequena lista com os principais pontos que devem ser considerados em relação ao cartão de crédito. Confira!

  1. Armazenamento seguro das informações dos clientes

Uma das maiores preocupações que os consumidores têm hoje em dia é com a segurança durante processos de pagamento. Violações de dados ocorrem a todo momento e pequenas empresas não estão imunes a invasões e fraudes. Manter e guardar informações de cartões de crédito em sistemas que não sejam compatíveis com PCI, como um documento do Word ou Excel, é um grande erro que pode deixar a empresa suscetível a ataques. Além disso, é um sistema ineficiente de controle.

O que fazer?

Investir em um sistema que salva automaticamente as informações do cartões de crédito, de forma transparente e segura. Isso protege os dados dos usuários de cartões de crédito, substituindo um sistema não compatível com PCI e eliminando o trabalho manual.

  1. Verificação de custos para diferentes cartões de crédito

Para comerciantes, o custo pode ser menos vantajoso do que para os portadores de cartões de crédito. Diferentes tipos de cartões custam diferentes valores e taxas. Normalmente, eles oferecem pontos e recompensas para portadores, tais como milhas, brindes, cartões corporativos, entre tantos outros. Mas podem se tornar caros para o comerciante quando comparados com outras formas de pagamento, como boletos ou cartões de débito.

O que fazer?

Analisar as taxas e custos envolvidos para o seu negócio, pois é importante ter controle financeiro sobre sua empresa. Como o cartão de crédito é a forma de pagamento mais utilizada para negócios virtuais, geralmente vale a pena aceitar vários tipos de cartão de crédito como forma de pagamento. Lembre-se: realizar uma compra com um cartão que ofereça benefícios pode fazer o cliente voltar e gastar mais.

  1. Controle de informações dos clientes e histórico de compras

No atual mercado competitivo, quem tem informações é quem sai na frente! Caso você não tenha as informações de quem compra na sua loja, possivelmente está perdendo uma excelente oportunidade de conquistar um cliente e rastrear importantes dados do perfil dos principais usuários.

O que fazer?

É preciso ter um sistema para rastrear as visitas e gerenciar as informações. Ou seja, quantas vezes os clientes compram na loja? Qual é o produto/serviço mais acessado? Qual o fluxo de caixa esperado para a semana? O mês? O ano?

Acompanhe os dados do perfil dos clientes e tenha um histórico de compras, tais informações lhe darão respostas às perguntas de como a empresa está e como pode melhorar. Por meio desses dados é possível identificar os clientes, personalizar a experiência comercial e estabelecer um laço de confiança com os consumidores.

Driblando a concorrência

Muito provavelmente seus concorrentes aceitam cartões de crédito, e sua empresa tem clientes ou potenciais clientes que já solicitaram essa forma de pagamento. Quando você não oferece a modalidade de pagamento disponível por um consumidor, aumenta a chance de ele comprar na concorrência.

Um bom planejamento financeiro e uma boa estratégia são essenciais para o seu negócio. Por isso, leve todos os fatores em consideração, planeje-se e boa sorte!


Anderson Leonardo - IuguAnderson Leonardo é jornalista e gestor de conteúdo da iugu. Já colaborou para a Folha de S.Paulo, onde editou a coluna semanal Apperitivo e cobriu o mundo da tecnologia.