* Débora Brauhardt

A região oeste do Paraná, composta por mais 50 municípios tem movimentado ações para fomentar a cultura empreendedora, principalmente pelas cidades de Cascavel e Foz do Iguaçu.

Cascavel, o 5º município mais populoso do Paraná, é conhecida por atividades econômicas ligadas à indústrias e atividades agrícolas. Já Foz do Iguaçu, localiza-se numa região trinacional fazendo fronteira com Paraguai e Argentina, e sempre se destacou principalmente pelo turismo, sendo um dos destinos mais visitados do Brasil.

Ambas as cidades possuem instituições que visam promover o empreendedorismo e desenvolver a cidade, há pelo menos 15 ou 20 anos, entretanto, apenas recentemente estas organizações juntamente com outros agentes têm se envolvido em ações que buscam qualificação e ampliação de competências da região, trazendo por meio do empreendedorismo, atividades e visem o desenvolvimento de pessoas e oportunidades.

Atualmente, o movimento empreendedor local já conseguiu realizar (e vem realizando) alguns dos eventos no mundo das startups como Startup Weekend, Startup Pirates, hackathons, meetups, barcamps e outros, principalmente nas cidades de Foz do Iguaçu e Cascavel. Outras cidades como Toledo, Marechal Cândido Rondon e Palotina também tem desenvolvido ações principalmente na qualificação dos empreendedores.

Barcamp realizado pelo Iguassu Startups no Iguassu Coworking

Essas iniciativas todas passaram a ganhar maior relevância mais ou menos a partir de 2013, e hoje já começam a colher alguns frutos dessa movimentação. O cenário ainda não é o ideal, mas caminha para mudanças positivas. Aos poucos, cada vez mais pessoas se voluntariam para dar corpo ao ecossistema, novos empreendedores colocam suas ideias em prática, as alianças e parcerias aumentam assim como o nível de conhecimento gerado e o compartilhamento de experiências.

Atualmente a região conta com duas incubadoras de empresas, uma localizada em Cascavel, na FUNDETEC, e outra no Parque Tecnológico Itaipu (PTI) em Foz, tendo passado por essa última cerca de 211 projetos desde a sua fundação em 2005, dos quais geraram oficialmente 68 empresas. Recentemente, a Incubadora do Parque Tecnológico também reestruturou seu processo de apoio à empresas para adequar-se ao perfil de apoio das startups, criando um programa de “incubaceleração”, uma mescla de incubação e aceleração de empresas, em parceria com a Start You Up, aceleradora localizada no Espírito Santo.

Em Foz do Iguaçu, podemos identificar também mais três fortes representantes engajados nessa mudança, como o Conselho Jovem Empreendedor (COJEFI), que foi fundado em 1998 focado em atividades exclusivas para filhos de empresários da associação comercial, mas que teve seu estatuto alterado para desenvolver outras jovens lideranças. O COJEFI está bastante ativo em ações que promovam o empreendedorismo, capacitações e o networking entre os empreendedores.

O movimento Iguassu Startups também é outro agente de mudança, que atua muitas vezes em parceria com o Iguassu Coworking, primeiro escritório de coworking da cidade e que abriga cerca de 20 coworkers. Em conjunto já foram responsáveis por promover eventos e outras atividades ligados diretamente à startups, inovação e criatividade, e frequentemente estão movimentando novas ideias, levando pessoas de fora da cidade e promovendo discussões qualificadas e relevantes. Ambos foram fundados em 2013 e dessa parceria sempre surgem novas iniciativas e novos negócios. Hoje o Iguassu Coworking é um dos principais players do empreendedorismo colaborativo em Foz e o Iguassu Startups um propulsor de ideias e discussões. Inclusive, eventos que estimulam novas ideias e projetos de startups como o Startup Weekend, Startup Pirates, meetups e Barcamps são realizações encabeçadas pelo Iguassu Startups, que é formado apenas de voluntários.

trilhatrem-foz2

1º. Startup Weekend Foz do Iguaçu

Cascavel, por sua vez está passando por uma experiência diferente de estruturação do ecossistema. Enquanto Foz tem uma organização um pouco mais orgânica e por agentes não necessariamente vinculados a uma estrutura maior, Cascavel tem se organizado a partir de um programa de desenvolvimento que envolve agentes como SEBRAE, Associação Comercial e Industrial de Cascavel (ACIC), Associação de Micro e Pequenas Empresas de Pequeno Porte do Oeste do Paraná (AMIC) e Oeste Empreendedor.

O SEBRAE tem direcionado ações para a formação de ecossistemas de startups, não apenas em Cascavel, mas também nas cidades ao redor como Toledo, Marechal Cândido Rondon, Medianeira, Palotina e etc. Além disso, os hackatons e atividades que incentivem a cultura empreendedora também estão na sua programação.

empreendedorismo-no-oeste-do-pr

Já a AMIC e a ACIC exercem o seu papel direcionando esforços na formação de jovens lideranças, promovendo rodadas de negócios e sensibilizando pessoas através de palestras e cases empresariais. O Oeste em Inovação é o principal responsável pelos meetups, Startup Weekends e outros eventos de capacitação para inovação, metodologias para startups e etc.

Talvez, para ecossistemas mais avançados, tais e eventos e atividades ainda parecem muito tímidas. Porém, eu as vejo como um grande avanço. Quando comecei a trabalhar com o movimento empreendedor, há 7 anos, eu ainda morava em Foz do Iguaçu e trabalhava no Parque Tecnológico Itaipu. Na época haviam poucos eventos que promovessem o fomento da Cultura Empreendedora, baixo interesse por parte da população e pouca adesão à essas raras iniciativas. Mesmo assim, tais instituições citadas permaneceram insistindo e criando novas formas de propagar conhecimento, estimular, incentivar e angariar gente motivada nesse processo. Hoje, eu particularmente me sinto muito orgulhosa por ver todos esses acontecimentos e saber que as perspectivas são ótimas e o cenário tende a evoluir significativamente.

Vamos ficar de olho, e acompanhar quais as próximas novidades que estão por vir!

 


debora-BrauhardtDébora Brauhardt é sócia e entrepreneurship thinker na Magnidea Desenvolvimento Organizacional, especialista em Gestão da Criatividade e Inovação, facilitadora, mentora e palestrante.