A ABStartups , entidade sem fins lucrativos de representação das startups brasileiras, anunciou para o mercado seu novo posicionamento para os próximos anos, que passa agora a direcionar todo seu esforço para entregar valor para suas startups associadas. O comunicado foi realizado durante o lançamento do CUBO, centro de empreendedorismo tecnológico do Itaú e a Redpoint e.Ventures.

“Desde 2011, a ABStartups vem estudando sobre o ecossistema brasileiro de startups, e aprendemos que o ambiente atual está muito mais maduro, o que nos permite focar nas startups e não em todo o ecossistema, que hoje já conta com dezenas de instituições de fomento e apoio”, explica Amure Pinho, Vice-Presidente da ABStartups.

Para marcar o novo posicionamento, a ABStartups vai reformular seus três pilares de atuação: Informação, Representação e Promoção. Primeiramente, a entidade deseja reforçar seu papel de principal fonte de informações sobre startups no Brasil. Para isso, anunciou uma~parceria com o CrunchBase, plataforma do portal TechCrunch, que desde 2007 se tornou a maior base de dados de startups e investimentos do mundo.

A Associação irá realizar também o primeiro Censo Brasileiro de Startups, em parceria com o SEBRAE, CUBO, Dínamo e Start-up Brasil, que terá o objetivo de mapear o perfil e evolução dessas empresas no Brasil para nortear tomadores de decisões que desejam trabalhar de alguma forma com as startups.

“Queremos fortalecer o maior banco de dados de startups do país com grandes parcerias e realizar a cada dois anos, em conjunto com diversos parceiros, um levantamento profundo sobre o perfil das startups brasileiras para mensurarmos nosso impacto e ter guidelines para todos os agentes do ecossistema desenvolverem projetos e ações para essas empresas”, reforça Pinho.

O segundo foco de atuação está na representação das startups e articulação de políticas públicas em prol dessas empresas. Para legitimar sua atuação, a entidade anunciou seus novos programas de benefícios, que ajudam startups a ter acesso a capital, mentorias, fornecedores, clientes e networking. Esse novo programa já conta com mais de 200 startups associadas, entre elas estão empresas como Hotel Urbano, Conta Azul, GetNinjas, Eduk, SambaTech, Agendor, entre outras.

Por fim, a entidade anunciou novidades em seus principais projetos: PitchCorporate e CASE. O programa de acesso a mercado, que conecta startups a grandes empresas, passará a ter uma agenda anual com 10 edições temáticas e traz agora o STARTUPI como Co-Realizador do projeto. Já a Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo (CASE 2015), que irá acontecer entre os dias 3 e 5 de novembro, se consolida como maior evento para startups da América Latina, atraindo mais de 4000 participantes, 50 expositores e palestrantes.

“O CASE já iria trazer novidades como o SparkAwards, a DemoBrasil e o PlusDay, mas a melhor notícia foi ter sido escolhido como evento âncora da São Paulo Tech Week, que será realizada pela primeira vez no estado, e tem como objetivo ser o principal festival tecnológico e criativo da América Latina, atraindo cerca de 20 mil pessoas para a cidade vindos de mais de 25 países” finaliza Amure.

Confira a entrevista exclusiva ao Startupi com Amure Pinho, Vice Presidente e Guilherme Junqueira, Gerente Executivo da ABStartups: