* Por Maria Márcia de Matos

O Instituto Federal do Acre lançou, no início de julho, o seu projeto de formação de mentores e empreendedores.  O IFAC Empreendedor nasceu com o objetivo de contribuir para que servidores e estudantes tivessem a oportunidade de transformar seus sonhos e projetos em negócios.

A solução veio por meio da capacitação a partir da metodologia do TREM – Trilha de Referência para o Empreendedor, desenvolvida pelo Laboratorium. O processo de formação foi estruturado visando, além desenvolver a cultura empreendedora no Acre, qualificar o currículo Lattes dos participantes.

A participação nos cursos, a partir do dia 17 de agosto, é gratuita para alunos e servidores do IFAC. Até o momento estão inscritos 96 estudantes e 57 mentores (servidores ou professores). As aulas serão na modalidade de educação a distância, com uso de ambiente de aprendizagem. Além da comunicação disponível no ambiente, a interação entre os participantes terá o suporte de videoconferência,  do Whatsapp, e do blog IFAC Empreendedor. Dessa forma o acesso dos alunos pode ocorrer nas unidades do IF, em casa ou em qualquer espaço onde haja um computador, tablet ou celular disponível. O programa de capacitação terá duração de três meses, o equivalente a 120 horas-aula. Durante a cerimônia de abertura do X CONNEPI, na noite de 30 de novembro, os alunos que cumprirem os objetivos do programa receberão seus certificados.

ifac

A reitora do IFAC, Rosana Cavalcante dos Santos, é a patrocinadora da iniciativa e pensa assim: “A disseminação de uma cultura empreendedora é imprescindível no Acre. O empreendedorismo proporciona um elevado grau de realização pessoal. As pessoas são recompensadas pelo prazer que encontram no trabalho onde o negócio é o resultado da exteriorização dos próprios valores internos. As atitudes do empreendedor são construtivas. Existem entusiasmo e bom humor, condição fundamental para a manutenção do equilíbrio emocional e exercício da criatividade. Para o empreendedor não existem apenas problemas, existem problemas com soluções. Buscar soluções passa a ser o grande desafio à mente inquieta, que tem como maior recompensa o reconhecimento de seu esforço. Ser empreendedor é preparar-se emocionalmente para o cultivo de atitudes positivas no planejamento da vida. É buscar o equilíbrio nas realizações considerando as possibilidades de erros como um processo de aprendizado e melhoramento. Ser empreendedor é criar ambientes mentais criativos, transformando sonhos em riqueza. E este pensamento tem sido norteador para o IFAC”, finaliza.

O lançamento do programa pelo IFAC vem reforçar uma série de iniciativas que vêm acontecendo para impulsionar a economia criativa no Acre, como o programa do Sebrae e da Secretaria de Ciência Tecnologia do Acre de apoio às startups, o desenvolvimento de iniciativas ligadas ao uso e cultivo inovador do bambu.

Essa primeira turma de acreanos embarcando no TREM marca também o lançamento do projeto de educação aberta do Laboratorium.  Construída em tecnologia Edools, a plataforma, que atende a projetos como o do IFAC, nos incentivou a oferecer cursos na modalidade aberta. Estamos nos preparando para abrir o acesso aos primeiros cursos no início de setembro.

É o TREM tomando forma e apitando para convocar os empreendedores que estão nas estações dos sonhos com suas ideias de negócio.


maria-marcia-de-matos

Márcia Maria de Matos é jornalista, especialista em educação a distância, estudiosa do mundo digital, com muita experiência em Tecnologia da Informação, consultora e palestrante, com vários artigos publicados.  Ex- funcionária do SEBRAE e atualmente, na equipe do Laboratorium, é coautora do TREM, conteudista e tutora dos cursos da Trilha.