*Por Pâm Bressan

Olá pessoal! É com imensa alegria que começo meu primeiro artigo para o Espaço Universitário do Startupi. Neste canal iremos tratar sobre o mundo do Empreendedorismo, mas voltado para o público universitário, que pensa fora da caixinha e almeja deixar seu legado no mundo.

Atualmente estou na posição de CEO da ONG Nacional Universitários Acima da Média e envolvida em diversos movimentos para jovens empreendedores. Diante destes cenários o que percebo é que: “Empreender não é criar empresas”!

Esse conceito é “letalmente” difundido nas mídias, porém na prática, um empreendedor não é necessariamente um empresário e um empresário não é necessariamente um empreendedor, mas os dois precisam estar misturados, “empresarismo” com empreendedorismo. Capitche?

E quais as diferenças? Como podemos aprender e viver o verdadeiro conceito de empreendedorismo ainda cursando a universidade e mesmo tendo tantas dúvidas sobre o futuro?

Com base na minha história de vida e tendo presenciado exemplos reais no meu dia-a-dia aprendi na prática o que é ser um empreendedor dentro das situações apontadas e questionadas no parágrafo acima.

Primeiramente, surgiram diversos conceitos sobre o que é ser um empreendedor ultimamente e muito se fala deste assunto nas redes sociais e como diz uma amiga, “ empreender não é nada glamuroso!”.

Com base nisso, segundo a Wikipedia (http://goo.gl/uFxEXg), Fábio Fowler, definiu que “Empreendedor é aquele que cria e gerencia projetos” e traduziu o termo entrepreneurship para o português, criando assim a palavra empreendedorismo, que é o estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação de um projeto (técnico, científico, empresarial). Tem origem no termo empreender que significa realizar, fazer ou executar.

O que podemos entender deste conceito é simples e relativo para o jovem estudante. Empreender é procurar realizar algo a mais no seu cenário atual, executar algo a mais para a sua carreira, e gerenciar o seu próprio projeto de vida. No caso dos estudantes, é procurar ser ousado para se destacar da multidão de canudos, digo, diplomas, simples assim!

O fato de você estudante procurar adquirir conhecimento de qualidade fora da sala de aula, através de cursos, oficinas, workshops, palestras, desenvolver suas habilidades, ajudar a sua comunidade/cidade através de projetos, participar de movimentos e associações ou procurar ser um ser humano melhor, é EMPREENDER!

Pronto. Não precisa ir muito longe para conseguirmos conceituar esse termo para a realidade de um acadêmico. Agora, quando falo que empreendedorismo tem que estar misturado com “empresarismo”, o que quero dizer é que qualquer jovem estudante-empreendedor deve aprender a estabelecer suas metas, lidar com seu dinheiro, criar um planejamento, saber lidar com pessoas e principalmente, saber que estudar é fundamental para se empreender com sucesso! Isso só irá agregar!

Agora pergunto, o que você estudante, está fazendo para SE DESTACAR da multidão de universitários? Vamos refletir?!


 

1970687_756264404447015_6725945365776154959_nPâm Bressan é correspondente do Projeto Social Nossa Causa do Paraná; Idealizadora do Papo Acima da Média na Web e uma das Idealizadoras do Maior Congresso Online para universitários do Brasil, o UAM WEEK; Anfitriã e Embaixadora da Semana Global de Empreendedorismo na cidade de Tubarão, Diretora de Capacitação da AJET; CEO da ONG Nacional Universitários Acima da Média e colaboradora do NUEMP – USSC.