Nesse fim de semana (25 e 26), aconteceu a V Virada Empreendedora na FGV em São Paulo. Foram 24 horas de muito conteúdo, networking e o Startupi foi ver de perto as novidades desta edição. O evento contou com 10 Arenas, confira cada uma delas aqui.

Entre os destaques, acompanhamos de perto a Arena Startup Run + Pitch Fights, cujos Curadores foram Anderson Penha e Alice Sosnowski. Para Anderson, o objetivo é cada vez mais fazer uma simulação do que os empreendedores vão encontrar no mercado: competidores, pessoas que apoiam sua ideia e te ajudam e pessoas que julgam sua ideia para ver se vale a pena investir ou não. “Aqui eles precisam apresentar e estruturar a ideia, e apresentá-la para os investidores”.

Empreendedores puderam inscrever suas ideias para concorrer e apresentar um Pitch no final do dia. De todos os inscritos, 11 ideias foram selecionadas e durante todo o dia receberam mentoria de especialistas de diferentes áreas de atuação sobre modelagem, validação, vendas, tipo de abordagem e dicas para apresentação do Pitch.

Para Alice, os mentores são fundamentais para o auxílio dos novos empreendedores. “Esse trabalho de desenvolver uma equipe em 2 horas, ajudar com que a pessoa esteja pronta para luta é muito mais do que ensinar sobre negócio, os mentores estão dando uma aula de motivação”.

11185634_919734408049830_1376331259_n Mentores Picth Fights

Andreson comenta que há 3 anos as startups eram algo muito novo e o que vemos hoje é que esse negócio tomou uma proporção maior, as pessoas tem falado mais e trabalhado com isso. Esse fato tem forçado com que as ideias sejam pensadas de forma diferente.

Fabiany Lima, CEO da TimoKids, uma das mentoras que ajudou a selecionar as 11 ideias, menciona a importância do empreendedor pesquisar melhor o mercado pois algumas ideias apresentadas já existem e se você não incluir um diferencial dificilmente terá sucesso. “Falta um processo de amadurecimento da própria ideia, elas precisam ser mais trabalhadas”, recomenda Fabiany.

Maria Angélica Garcia, Gerente de Inovação do UK Trade & Investment, que também estava no time de mentores, aproveitou para deixar uma dica para todos que tem vontade de empreender “É preciso estudar, se preparar muito e participar cada vez mais de eventos como a Virada Empreendedora. É importante estar perto de pessoas que já estão empreendendo e aprender com o erro dessas pessoas”. Para Maria Angélica, antes de decidir empreender você precisa ver se o seu perfil é aquele e você só vai saber se conversar com as pessoas, estudar e se informar o suficiente.  “Na Virada Empreendedora você tem contato com mentores, que são empreendedores, aceleradoras, investidores, pessoas que já transitam nesse meio a mais tempo e que tem um pouco mais de conhecimento e podem ajudar as pessoas que estão querendo saber mais”

Para motivar os empreendedores, Willian Gama, responsável pela expansão da MidStage no sul do Brasil, a primeira “venture builder” brasileira com base na Califórnia, destacou a importância de um bom Pitch durante sua palestra. O intuito é apresentar sua ideia de forma simples e convencer qualquer pessoa de que a sua ideia é um bom negócio. “Apresentar um Pitch é semelhante ao explicar para sua mãe o que é o seu negócio em apenas uma frase e fazer com que ela entenda. Treino, treino e treino! Você precisa saber o seu Pitch de cor e para isso é preciso praticar. Lembre-se o segredo do Pitch é a simplicidade! É necessário mostrar a sua ideia, o que você enxergou diferente dos outros? Como você irá transformar a sua ideia em um negócio? Qual o tamanho do seu mercado? É preciso mostrar a capacidade de crescer” explica Willian.

11186448_919732898049981_1429901563_n Vencedor do Pitch Fiights durante o treinamento de Pitch

A parte mais eletrizante desta Arena é o momento da competição de Pitches, que nessa edição contou com uma novidade, foi montado um verdadeiro ring com um octógono passando realmente a ideia de uma batalha de UFC. Foi no octógono que os empreendedores apresentaram seus Pitchs para os jurados.

IMG_6385
E para passar a energia de “sangue nos olhos” e batalha, o lutador  Charles “Do Bronx’s” Oliveira, que compete no UFC e esta entre os TOP 10 no ranking de Melhor Lutador, marcou presença no evento para dividir um pouco da sua experiência com os presentes.

charles

Charles conversou com o Startupi e contou que ficou muito feliz com o convite para participar do evento. O curioso é que Charles consegue entender o lado dos novos empreendedores, pois há 3 anos decidiu abrir sua própria academia. “É difícil ser um empreendedor, eu pensava que ia ganhar dinheiro num piscar de olhos, mas não é assim. Eu estou há 3 anos nessa luta, trabalhando, dia após dia, das 7 da manhã até a meia noite. Quando o negócio é seu, você trabalha 10 vezes mais. Temos que batalhar  bastante para as coisas acontecerem”.

Charles compara os empreendedores com os lutadores “As vezes eu estou lutando e acabo perdendo, é preciso começar tudo de novo, o mesmo se aplica no caso dos empreendedores, que nem sempre tudo vai dar certo. A dica é nunca desistir e batalhar muito”.

Depois de um dia de muita troca de experiência com os mentores deu para ver a evolução dos empreendedores durante a apresentação dos Pitchs.

11164076_919733551383249_874449977_n (1)

Quem levou a melhor e ficou como primeiro colocado na batalha foi Jiovanni Coelho, que contou para o Startupi a sensação de ser o finalista “Eu sempre tive essa ideia, muitos disseram que eu era sonhador, que era algo complexo de ser feito e hoje eu saio daqui com a sensação de conclusão, que o meu projeto é realmente algo que pode mudar”.

A ideia vencedora foi o SimTax Farma, um software que busca atender o dono de farmácia, para ele tomar uma melhor decisão de compra. Muitas vezes ele toma a decisão baseada no preço do produto (preço de fábrica menos o desconto), ignorando a substituição tributária. O meu sistema seleciona os produtos de forma simples ajudando os donos de farmácias a tomarem a melhor decisão.

11198508_919733938049877_473441103_n

Outra novidade da Virada Empreendedora foi a Arena Melhores Mentores, espaço dedicado para os empreendedores que já possuem um negócio, mas desconhecem ou precisam de ajuda sobre determinados assuntos. Nesta Arena puderam discutir e tirar dúvidas com mentores especialistas em diversas áreas; investimento, tecnologia, marketing, modelo de negócio, estratégia.

Marianne Costa, curadora da Arena contou que o resultado foi muito positivo, a arena estava sempre lotada  “Todo mundo saiu super satisfeito eu ouvi muitos dizerem que encontraram a luz que estavam precisando”. Alexandro Barsi, mentor na Arena Melhores Mentores, contou que a maior procura foi para ajudar a estruturar uma ideia. “Todo mundo tem uma ideia e a maior dificuldade é estrutura-la. É uma mentoria de 10, 15 minutos, mas você consegue brilhar a ideia da pessoa, dar uma luz, acho que isso é muito importante”.  Alexandre comenta que esse tipo de contato deveria acontecer mais do que uma vez por ano. “Existem pessoas com ideias muito boas, muitos negócios que muitas vezes precisam apenas de um toque e nós que já passamos por isso antes, com nosso conhecimento, podemos ajudar as pessoas a darem novos passos”.

11180261_919732071383397_281483268_n

Ary Filler, que estava participando da Virada Empreendedora pela primeira vez, contou que passou por um atendimento com um mentor e ficou muito satisfeito “Todos são muito experientes e focados em ajudar as pessoas”. Ele comenta que é impressionante ver o número de jovens que estão envolvidos com empreendedorismo, tecnologia e inovação. “O Brasil está acordando para a questão do empreendedorismo e aqui no evento ter a possibilidade de colocar a mão na massa, apresentar um Pitch e trocar informação é excelente. Se você pensa em empreender vale muito a pena participar da Virada Empreendedora, você passa por uma imersão no empreendedorismo de 24 horas e isso é muito importante”.

Ana Fontes, idealizadora da V Virada Empreendedora, descreveu como foi essa edição do evento para o Startupi “Está sendo uma descoberta! Apesar de estar no quinto ano, a gente percebeu que cada vez mais pessoas estão querendo empreender e cada vez mais empreendedores estão vendo que contato, networking e conhecimento são extremamente importantes para quem tem um pequeno negócio.

11185439_919733588049912_911187481_n

Ana contou que está muito feliz com o resultado. “A palavra que eu mais ouvi foi transformação. As pessoas me paravam pra dizerem que saíram da Virada Empreendedora transformadas e isso é muito gratificante” conclui Ana.

Para ficar por dentro das novidades e próximas edições da Virada Empreendedora acesse http://www.viradaempreendedora.com.br/