Artigo por Diego Gomes*

Se você está lendo esse artigo é bem provável que já esteja pensando em acelerar o marketing na sua startup. No começo tudo é difícil, principalmente quando há pressão de investidores ou a influência de algum programa de aceleração. “Está tudo ligado nos 220v” e a intenção, claro, é alcançar o maior número de pessoas e vender muito no menor espaço de tempo.

A tendência de quem está começando uma startup do zero é tentar empurrar a mensagem com inúmeras campanhas de publicidade, comprar listas de e-mails, fazer cold calls, divulgação em feiras e outras formas de marketing tradicional (Outbound Marketing). Mas esse tipo de estratégia (apesar de ainda ter espaço e trazer bons resultados em alguns casos específicos) tem perdido a eficácia no decorrer dos anos, e muitas startups, sem se darem conta, acabam desperdiçando tempo e dinheiro em táticas que as pessoas tendem a ignorar.

Você provavelmente já ouvir falar de Inbound. Afinal, cada vez mais o termo fica mais popular e vemos mais cases de sucesso. Minha empresa a Rock Content cresce utilizando Inbound marketing e hoje posso dizer que sem dúvida o inbound marketing é uma estratégia que vai trazer ótimos retornos a longo/médio prazo. Temos várias outras startups no Brasil fazendo ótimos trabalhos em Inbound: A Resultados Digitais é um mega case de como utilizar Inbound para crescer e a Project Builder gera milhares de leads por mês utilizando estas técnicas.

Inbound Marketing: Resultados em longo prazo

Após compreender e absorver o significado do conceito do Inbound, você e sua equipe terão a capacidade de executá-lo de maneira correta. Com base na produção de conteúdo de qualidade e relevância, o Inbound Marketing visa atrair visitantes interessados ​​no seu produto ou serviço, transformá-los em leads (contatos qualificados), convertê-los em clientes, e, por fim, fidelizá-los para que venham promover sua startup a outros potenciais clientes.

E isso é feito sem “interromper” o dia a dia do seu cliente. Pelo contrário, trabalhando a mente deles com o que eles mesmos gostam ou busca.

Startup + Conteúdo = Sucesso

O Marketing de Conteúdo é uma das ferramentas indispensáveis do Inbound.

Para simplificar as coisas, vamos ser diretos: uma das maiores armas que você deve usar no crescimento de sua startup é a produção de conteúdo. Nesse quesito, criar um arsenal de formatos que atinja o público alvo é essencial. É importante criar buyer personas de seus clientes em potencial. Isso ajudará na hora de entender o que eles querem. Então, lembre-se que conteúdo de qualidade é sinônimo de crescimento. Então, se tivermos que destacar uma frase aqui é: Para crescer sua empresa, produza sempre conteúdo relevante! Hoje é cada vez mais importante ter um blog, ebooks, videos e outros materiais que atraiam seu público de forma não invasiva.

O processo de Inbound no crescimento de sua startup

Já tratamos de um ponto importante na estratégia de Inbound, que é o marketing de conteúdo. Agora vamos destrinchar um pouco do processo de Inbound Marketing. Vai ficar mais claro o que esta vertente do marketing pode fazer pelo crescimento de sua startup!

1. Desenvolvimento de uma estratégia de marketing com objetivos claros.

Se o professor Falconi já dizia, sem meta não há gestão, o mesmo vale para o seu departamento de marketing. Para ter uma estratégia, é preciso ter uma meta, um objetivo. Quantas leads quero gerar por mês? Quantas visitas quero ter em meu site? Quantas oportunidades serão passadas para o time comercial? Estas questões devem ser resolvidas de antemão, afim de saber exatamente o que se espera de uma estratégia de inbound marketing.

2. Criação de um site/blog

A plataforma de conteúdo que você vai utilizar é o centro de toda a atividade de marketing online e geração de leads. É muito importante que você possua um site fácil de navegar, profissional, que seja bem lido pelos mecanismos de busca, otimizado para o mobile (dispositivos móveis), de fácil atualização etc. O blog deve partir dos mesmos princípios. Tudo sempre associado a “calls to action”, que nada mais são que um caminho claro que o seu visitante tem que tomar para garantir que ele esteja no caminho traçado para se tornar um cliente.

3. Geração de tráfego

Quanto maior o tráfego em seu site/blog, mais oportunidades existem para os visitantes se tornarem potenciais clientes. Formas de gerar tráfego:

  • Blog e SEO – criar conteúdo de qualidade e relevância para seu público. se lembra que falamos que conteúdo é igual crescimento? Você pode usar seu blog para publicar artigos, ebooks, vídeos, fotos, podcasts, etc. Ao ser produzir mais conteúdo, o número páginas indexadas nos mecanismos de busca também aumentam. Isso significa mais oportunidades para encontrar sua startup crescer. Identificar os termos de busca para o negócio e otimizar seu conteúdo ao redor dessas palavras-chave. Importante destacar que 46% das pesquisas diárias são sobre informações sobre os produtos e serviços.
  • Social Media – Nas mídias sociais você amplia o diálogo com seus clientes em potencial. Junte-se a eles, crie uma comunidade em volta de sua marca, torne o conteúdo compartilhavel e que seja fácil de interagir. Uma estratégia em social media marketing bem executada aumenta os resultados em cerca de 63%.
  • PPC – Trata-se das campanhas de Links Patrocinados ou anúncios pagos em redes sociais. Essa ferramenta gera tráfego de qualidade para seu site. Porém, lembre-se que 70% dos usuários clicam em resultados orgânicos e não em anúncios pagos. O PPC pode ter papel crucial para complementar/acelerar sua campanha inbound, mas não deve ser o principal pilar dela.

4. Conversão de tráfego e contatos

Nessa etapa do processo, geralmente são criadas páginas de destino (Landing Pages) para colher melhor as informações junto aos potenciais clientes. Ao preencher um formulário, o usuário acessa uma oferta oferecida por você (ebook grátis, material exclusivo, desconto em compra, acesso a uma área reservada a assinantes, etc). Agora você tem os dados dele! Continue incentivando o contato com conteúdo.

5. Conversão de contatos em vendas

Ao garantirmos assinantes, geramos leads, e, consequentemente, um banco de dados de clientes em potencial. O importante é manter um relacionamento personalizado com estes contatos visando transformá-los em clientes. Saber quem são seus clientes ideias, suas características e hábitos é crucial para que você consiga segmentar sua base de clientes.

6. Mensuração de resultados

A ultima etapa do processo de Inbound em sua startup deve ser direcionada a métricas em que se possa avaliar com precisão a eficiência do que foi aplicado. Todo o planejamento de Inbound de sua startup deve ser baseado em métricas tangíveis. Defina e acompanhe estas métricas e mude o curso da ação rapidamente, para corrigir eventuais problemas no processo de consolidação de sua empresa no mercado.

Esperamos que você tenha gostado deste artigo sobre o que o Inbound Marketing pode fazer por sua startup. E você, quais empresas conhece que estão fazendo um bom trabalho de Inbound marketing no mercado brasileiro?

*Artigo por Diego Gomes, fundador da Rock Content

Imagem: Photo with the word map of inbound marketing via Shutterstock