A brasileira SmartWalk foi selecionada para participar do programa de aceleração da Buildit, na Estônia. O processo 2015 comecerá no dia 09 de março e seguirá por 12 semanas. Batemos um papo com Elvis Silva, fundador da SmartWalk para conhecer mais sobre o seu produto e o que ele espera da aceleração. Confira.

Elvis, o que é a SmartWalk?

É uma solução eficiente e de baixo custo para quem quer manter-se ativo fisicamente, mas não dispõe de uma hora ao dia para realizar exercícios. A SmartWalk produz vibrações mecânicas que estimulam as células do corpo humano, entre elas as células tronco adultas, reduzindo a quantidade de células adiposas (elimina gordura corporal) e aumentando o volume dos tecidos ósseo e muscular. Assim, a SmartWalk pode ser uma ferramenta útil para auxiliar a prevenção da osteoporose, doenças cardíacas e diabetes tipo II.

Como surgiu a empresa?
Em 2006 iniciei meu primeiro negócio enquanto ainda atuava na Embraer como gerente de projetos. No final do ano seguinte, desliguei-me da Embraer para realizar um sabático por prazo indeterminado. Passei o ano de 2008 procurando por novos produtos para fabricar, encontrando assim as plataformas vibratórias. Em 2010 estava preocupado com meu dia-a-dia sem compromissos e comecei a me aprofundar na busca por um “significado”. Foi quando acordei em uma manhã de domingo com a seguinte ideia: “Que tal transformar o mundo encontrando soluções disruptivas e viáveis para as 10 doenças que mais matam no mundo?” Foi assim que nasceu a SmartWalk, estando pronta para a comercialização no final de 2012.

E como foi o processo para entrar na Buildit?
O processo iniciou-se com a inscrição da SmartWalk pela internet no site F6S. Foram centenas de empresas inscritas (no programa de 2014 foram 650) disputando 6 vagas para o programa de 2015. Após a primeira seleção (formulários de inscrição), cerca de 100 empresas foram aprovadas para a segunda fase, onde o CEO do programa e o consultor de investimentos faziam uma sabatina de 20 minutos com os fundadores via Skype. A última fase (cerca de 20 empresas), foi um pitch (apresentação de 3 minutos) para o board da aceleradora, também pelo Skype. Alguns dias depois do pitch, entraram em contato fazendo a oferta para eu participar do programa 2015 da Buildit. O interessante é que, a princípio, eles só aceitam startups com ao menos dois fundadores e no meu caso sou sozinho.

Quais são as expectativas para a aceleração?

  • Validação do produto para o mercado europeu (incluindo a homologação CE);
  • Networking (varejistas e centros de pesquisa);
  • Definição do plano de marketing para o mercado europeu.