HelloFood, empresa líder de pedidos de comida online presente em mais de 45 países e filiada a marcas como FoodPanda e Delivery Club, anuncia a compra da empresa Entrega Delivery. Com a entrada do Entrega Delivery, o HelloFood supera o número de 2.500 restaurantes, com presença em mais de 30 cidades brasileiras, reforçando seu crescimento no país.

Trata-se da quarta aquisição no mercado brasileiro em um ano (já tinha adquirido Peixe Urbano Delivery, JáNaMesa e Mega Menu). O Entrega Delivery é um player que atua desde 2010 e tem mais 400 restaurantes cadastrados na plataforma. Com forte presença nas cidades de Campinas, interior de São Paulo, e Belo Horizonte, em Minas Gerais.

O CEO e Fundador do HelloFood no Brasil, Marcelo Ferreira, comunica que neste primeiro momento o Entrega Delivery continuará operando com a sua marca. “Nos próximos meses faremos a fusão completa da companhia. Essa aquisição reforça nosso empenho de tornar a marca hellofood a mais lembrada pelos clientes desse mercado quando pensarem em pedir comida, independentemente de onde estiverem”, comenta o executivo.

Já para o COO e co-fundador do Entrega Delivery, Dalker R.Walter, a novidade vem após alguns anos de trabalho duro e uma estratégia de mercado de sempre buscar alianças com restaurantes bem reconhecidos no setor.

“Nós temos trabalhado forte ao longo dos últimos três anos, desenvolvendo alianças estratégicas com os principais players do setor de delivery online e construindo uma boa reputação com nossos clientes. Esse fator, junto com nossa ética e cultura, ajudou a nos tornar líder do mercado em Campinas. Com a experiência, recursos e tecnologia do HelloFood, estamos prontos para dar o próximo grande passo, a fim de fornecer um serviço de primeira classe aos consumidores brasileiros”, afirma o Fundador.

O hellofood iniciou as operações no Brasil em fevereiro de 2013 e, desde então, tem crescido organicamente em outras regiões do país, além de ser reconhecido globalmente pela estratégia agressiva de aquisição de players do mercado. Nos últimos meses, a companhia adquiriu grandes concorrentes na Rússia e no Equador.

Imagem de abertura: via Shutterstock