A Amazon comprou o Twitch, um dos maiores sites de streaming de vídeos (principalmente games), por US$ 970 milhões em dinheiro. Anteriormente alguns sites respeitados haviam afirmado que a compra foi feita pelo Google, mas agora é oficial, já que a gigante de e-commerce anunciou a aquisição.

“Transmitir e assistir gameplays é um fenômeno global e o Twitch construiu uma plataforma que une dezenas de milhões de pessoas que assistem bichões de minutos de games todos os meses – desde The International, até a pessoas batendo os recordes mundiais de Mario ou a conferências de games como a E3. E o mais incrível é que o Twitch tem apenas 3 anos de vida”, declarou Jeff Bezos, fundador da Amazon, em comunicado à imprensa. “Assim como o Twitch, nós somos obcecados em relação a nossos clientes e gostamos de pensar de forma diferente. Nós olhamos juntos [com o Twitch] para frente com o objetivo de aprender deles e os ajuda-los a se movimentarem ainda mais rápido para construir novos serviços para a comunidade de games.

Os números que Bezos comenta não são exagerados. Em julho deste ano o Twitch teve mais de 55 milhões de visitantes únicos que consumiram mais de 15 bilhões de minutos de conteúdo no Twitch, que foram produzidos por mais de 1 milhão de indivíduos, incluindo jogadores amadores, profissionais, desenvolvedores, publishers, campeonatos de e-Sports e convenções.

Não há uma resposta muito clara do porquê os criadores do Twitch terem escolhido a Amazon, e não o Google. De qualquer forma, Emme Shear, CEO da empresa, deu algumas dicas: “Escolhemos a Amazon porque eles acreditam em nossa comunidade, compartilham nossos valores e visão de longo prazo, e eles querem nos ajudar chegar lá mais rapidamente. Manteremos tudo da mesma forma: nosso escritório, nossos funcionários, nossa marca, e principalmente nossa independência. Agora com o apoio da Amazon nós teremos recursos para trazer a você um Twitch ainda melhor”.