O Product Hunt, que já mostramos aqui no Startupi e é conhecido por ser uma rede onde os investidores acham novas startups inovadoras, agora apresenta novidades no seu rol de serviços e começa a oferecer outros serviços na plataforma. No Brasil, esses novos serviços podem ser úteis para startups encontrarem concorrência potencial, fonte de ideias ou para o mais novo uso do Product Hunt, achar novos apps, sites e serviços interessantes.

O fundador Ryan Hoover já havia anunciado planos para uma API (Interface de programação de aplicativos), que permite que desenvolvedores e programadores construam serviços a partir da plataforma do Product Hunt. Agora é real e os primeiros aplicativos já estão funcionando.

Segue lista divulgada pelo TNW, dos 11 aplicativos iniciais desenvolvidos a partir das informações. Vale dizer que muitos deles já existiam antes, mas melhoram com o API.

  • Huntlytics: um analytics dos produtos do Product Hunt.
  • Product Hunt Roulette: lembra do Stumble Upon? Ele sorteava sites aleatórios na internet a partir da sua pré seleção de temas. Esse app faz isso com o Product Hunt, ou seja, ele te ajuda a descobrir serviços que estão dentro da plataforma.
  • Producthunter Chrome Extension: uma extensão do Chrome que mostra os últimos produtos na base do PH em uma nova aba.
  • The News: um app para iOS que combina Hacker News, Designer News e o Product Hunt
  • Panda: parecido com o anterior, deixa você navegar no Hacker News, Designer News e Product Hunt como se fosse um site só.
  • The Scoop: o mesmo serviço que o Panda, os três sites em um lugar.
  • Yo PRODUCT HUNTED: envia um update Yo (para quem tem um aplicativo) quando uma nova entrada do PH tem amis de 150 votos favoráveis.
  • Roost for Product Hunt: envia uma notificação quando um novo produto ou serviço alcança 100 votos favoráveis.
  • Product Hunt Alert: envia um SMS se um domínio específico é mencionado no PH (é mais para quem cria apps e serviços)
  • HunterData: mostra uma lista posições de apps e serviços no PH
  • Spear: interface de linhas de comando do PH

O API ainda não está aberto para todos, mas cerca de 300 desenvolvedores têm acesso a plataforma. Outros interessados podem pedir acesso prévio aqui.

O fundador admite que o API pode ser uma estratégia complicada, já que as pessoas podem “roubar” informações da plataforma, mas ele também afirma que pode ser uma oportunidade única de surgirem produtos novos e interessantes a partir do PH.

O criador da extensão do Google Chrome foi contratado pelo PH e além disso a empresa planeja um hackathon, então é uma mostra de que a empresa apoia o trabalho dos desenvolvedores e quer trabalhar em conjunto.

A empresa hoje é acelerada pela Y Combinator, então é esperar pra ver os próximos passos do novo hit do meio.

Imagem: Business development concept via Shutterstock