Há quem defenda que a melhor maneira de aprender é brincando ou jogando. Afinal, a experiência lúdica ajuda muito na aquisição de novos conceitos e conhecimentos. Essa ideia é ainda mais forte quando queremos aprender algo que exige raciocínio lógico, como programação.

Por outro lado, programar é uma habilidade cada vez mais exigida, tanto no mercado quanto no dia a dia, já que ela nos ajuda a comunicar com máquinas e sistemas cada vez mais presentes no cotidiano.

Unindo o útil ao agradável alguns educadores e programadores desenvolveram jogos para ajudar as pessoas aprenderem a programar. Se você está procurando uma boa ou nova oportunidade para saber como começar suas primeiras linhas de código, vale dar uma olhada nos serviços abaixo:

CheckIO

Já falamos dos ucranianos aqui no Startupi e foi um dos que mais achei interessante. Atualmente ele é focado apenas na linguagem Python, mas a plataforma é muito completa e oferece uma experiência um tanto rica.

Alguns dos códigos ainda podem ser analisados por Guido van Rossum, criador da linguagem, e conselheiro da empresa. Eles já têm 40 mil usuários, uma boa parte japoneses.

checkio

 

Silent Teacher

Um game um tanto mais simples, logo um tanto mais direto também – mas vale ressaltar que está em fase alfa e ainda não foi lançado oficialmente. Sem tutoriais, dicas ou algo do tipo, o jogo vai colocando na sua frente uma série de ideias lógicas. Conforme você pega a lógica e acerta o resultado, ele vai propondo desafios mais complexos e quando você vai ver… pronto, já está conhecendo a lógica de programação.

Particularmente, gostei da dinâmica, mas achei muito pouco explicativo. Como leigo, travei logo no nível 6. Mas se o produto for melhorado, ele pode render bastante.

silent-teacher

 

Blockly Games

“Games para os programadores de amanhã”, diz o slogan do site. E de fato o serviço pode dar um excelente empurrãozinho ao mundo da programação. Com vários divertidos e inteligentes jogos em diferentes modalidades, o usuário vai treinando a lógica por trás da programação. Além da lógica, a ação que ele fez em cada fase é traduzida mais tarde em forma de linhas de código, para que ele consiga entender como seus pensamentos são traduzidos no mundo da programação.

aaa