O Linkedin anunciou a compra da startup de marketing B2B Bizo. A empresa comprada produz marketing voltado para audiências específicas. A aquisição teve valor de US$ 175 milhões e 10% desse valor será em ações.

No blog do Linkedin, David Thatcker disse que o plano é incorporar as soluções de mídia e outros produtos no portfólio da rede social profissional.

A Bizo é conhecida por reunir dados de pessoas e empresas e depois vender esses dados para marketeiros. O ponto interessante é que talvez os clientes do Linkedin não estejam interessados em verem seus dados nas mãos de marketeiros. O Linkedin afirmou que essa parte do Bizo não vai mais funcionar com a aquisição.

O CEO do Bizo, Russel Glass, disse que a missão do Linkedin é conectar profissionais enquanto a do Bizo é ajudar marketeiros a pegarem as pessoas certas e que essas visões estão muito bem alinhadas.

A ideia do Linkedin, porém, comprando a empresa é voltada principalmente para servir o mercado B2B, importante para a empresa. A Bizo foi lançada em 2008 e a aquisição deve ser fechada no fim do ano.