O investidor Boris Wertz explicou que conhece 25 novas startups toda semana e investe apenas em 10 por ano. Ele afirma que sabe exatamente o tipo de startup que procura: a que tenha um grande líder que sabe como abrir um negócio a partir de nada e faz ele crescer sem matar sua essência.

“Você precisa de dois tipos de líderes quando começar um negócio: no começo, você precisa do empreendedor que consiga tirar isso do chão e começar a construir um negócio. Mas o mesmo líder precisa conseguir escalar esse negócio sem que ele perca sua cultura”, afirma Wertz em entrevista a Inc..

Abaixo, veja cinco coisas que Bertz procura numa startup. Ele diz que dificilmente encontra todas as características em apenas uma startup, mas busque tê-las:

1. A grande ideia, explicada

O primeiro sinal de um grande empreendedor, Wertz diz, é alguém que tem uma grande ideia e a habilidade de transmitir isso para outros. “Eles precisam ter uma visão ambiciosa, e todo mundo, desde um empregado a um sócio ou investidor precisam entender isso imediatamente”, afirma Wertz. “Parece simples, mas não é de fato. Um monte de pessoas se perdem nos detalhes ou não têm uma grande visão”.

2. Dedicação

O segundo traço é a dedicação séria. Wertz diz que sua firma procura por pessoas que não podem ser dissuadidas das visões delas e não podem parar de trabalhar naquilo até que a ideia esteja de pé e funcionando. Investidores procuram por pessoas que fazem e não pessoas que falam que fazem. “Eles vivem pela startup. Adoramos pessoas que não conseguem parar de falar sobre a starup, mesmo que seja um pouco nerd –procuramos por paixão e trabalho duro”, diz. “Eles não podem imaginar nada além de construir aquela startup”.

3. Foco

Lançar uma startup é um trabalho intenso que exige muito foco e priorização. Se um CEO está preocupado com assessoria, marketing e parceria antes do produto ou serviço estarem fechados e corretos, então alguma coisa está errada. Wertz diz que os empreendedores investidos por ele se importam com poucas coisas, mas executam elas perfeitamente. “Os melhores empreendedores sabem de uma a três coisas que importam e só focam em fazer bem essa duas ou três coisas no máximo. Quando mais focado em uma oportunidade um empreendedor é, mas animado a gente fica, porque eles estão preocupados apenas com as coisas mais importantes e isso é o que faz de uma startup bem sucedida”, afirma.

4. A habilidade de atrair talento

“O quarto ponto para nós é o quão bom é um empreendedor em atrair outras pessoas para trabalhar para ele”, diz Wertz. Se o empreendedor acha que ele pode fazer tudo sozinho, Wertz decide não investir nele. Na primeira vez que um obstáculo for superado, a pergunta que se deve fazer é se você pode convencer pessoas a se juntar a startup. “Num munco competitivo, especialmente para desenvolvedores e engenheiros, você deve contar uma história do por que alguém deve trabalhar para a sua startup ao invés de ir para o Google, Facebook, Amazon”, afirma Wertz.

5. Atenção única a detalhes

“Grandes empreendedores precisam se preocupar profundamente com detalhes importantes –detalhes que importam para a cultura, detalhes que interferem na experiência do cliente. O que quer que seja que faz da sua startup ótima, você tem que se importar sobre esses detalhes”, diz Wertz. “Você vê isso em empreendedores como Jeff Bezos e Mark Zuckerberg. Eles se preocupam com pequenos detalhes do produto que definem suas empresas.”