O fundador da Baidu, maior buscador chinês da internet, está no Brasil e apresentou hoje a versão brasileira do buscador, o br.baidu.com. Robin Li lançou o serviço diretamente do Palácio do Planalto, junto com a presidente Dilma Roussef e o presidente chinês, Xi Jinping.

O Baidu é um buscador parecido com os concorrentes Yahoo!, Bing e Google. Nele você também pode fazer uma busca específica por vídeos ou imagens. A entrada do serviço no Brasil mostra o olho num mercado tecnológico emergente, mas também é parte da cooperação econômica entre China e Brasil.

O Baidu foi criado em 2000 e tem um serviço parecido com a Wikipedia, o Baidu Bike, uma enciclopédia colaborativa, mas em chinês.

Na ocasião da visita, Robin li assintou um acordo com o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Clélio Campolina, que prevê a construção de um centro de pesquisa e desenvolvimento em território brasileiro em três anos. O Baidu já tem centros em Shenzhen, Pequim, Xangai, Tóquio, Vale do Silício e Cingapura.

Esses centros focam no desenvolvimento da tecnologia de internet local. Aqui, segundo a empresa, devem apoiar a formação de talentos profissionais na indústria de internet e aprofundar os intercâmbios tecnológicos nesta área entre Brasil e China.