Entre as várias novidades anunciadas pelo Google nesta semana de I/O, teve uma bastante interessante que passou despercebida por muitas pessoas: o Android for Work.

A novidade, basicamente, é uma versão customizada do sistema operacional para as empresas oferecerem a seus funcionários. Ela tem mais segurança e é mais fechada que uma versão normal do Android, além de ter recursos que ajudam o indivíduo a separar os recursos e dados de sua vida pessoal e de sua vida profissional.

A demanda por tal tipo de sistema tem crescido cada vez mais, principalmente depois que a BlackBerry começou a deixar esse gap por um sistema seguro e fechado, mas que também seja funcional o suficiente para competir.

Muitas empresas passaram a adotar a filosofia Bring It Your Own Device sugerindo, com certo receio, aos funcionários que eles poderiam utilizar seus dispositivos pessoais também para o trabalho. Em outras companhias, o cidadão tinha seu próprio smartphone e o smartphone exclusivo para o trabalho.

Mas, “ninguém quer carregar dois telefones”, como disse Sundar Pichai, chefe de Android, Chrome e Apps no Google.

Segundo o Engadget, a tecnologia do Google é uma derivada da Knox, da Samsung, que mantém todos os dados pessoais e profissionais isolados, mesmo que o usuário tenha ambas as contas em um mesmo aplicativo.

O site diz que até o próximo trimestre, todos os fabricantes deverão ter a certificação de Android for Work com a garantia de que o sistema continuará a ser atualizado e a segurança será mantida.