A Amazon acaba de lançar nesta quarta-feira, 18, em Seattle, seu próprio smartphone, batizado de Fire Phone. O aparelho, apresentado pelo próprio CEO da empresa, Jeff Bezos.

O smartphone vem equipado com um processador quad-core 2.2 GHz, um processador gráfico Adreno 330, e 2 GB de RAM. É feito em alumínio e conta com vidro Gorila Glass 3 e tem tela IPS de 4,7”. Ele ainda conta com uma câmera traseira de 13 MP, uma frontal de 2 MP e estabilizador de imagem. Falando em fotos, a Amazon garante armazenamento na nuvem ilimitado para os donos do smartphone guardarem as imagens.

Como era de se esperar, ele tem quatro câmeras frontais que rastreiam o rosto e os olhos do usuário para projetar imagens com uma perspectiva nova, dando uma sensação especial de tridimensionalidade, batizada pela Amazon de Dynamic Perspective. O recurso, integrado aos sensores do Fire Phone, permite ao usuário descer a tela de uma página ou “virar” uma imagem apenas balançando o smartphone.

Os principais serviços de vídeo como Hulu Plus, HBO GO, Netflix, entre outros, serão integrados ao dispositivo. O aparelho ainda conta com outro recurso chamado ASAP, que entende o gosto do usuário para sugerir os próximos vídeos, filmes ou programas que ele deve assistir. Vale ressaltar que a Amazon é considerada uma das maiores referências em uso de Big Data e tem a tradição de funcionar muito bem no quesito sugestões de consumo.

Ainda sobre vídeos, ele conta com X-Ray e Second Screen, recursos da Amazon que dão mais informações sobre algo que você estiver assistindo. Com o X-Ray, por exemplo, você pode ver um filme, levantar o smartphone em direção à tela e ver a sinopse e o elenco do longa, entre outros dados.

Os usuários da Amazon Prime também terão acesso ao Prime Music, o serviço musical da Amazon, tanto no novo aparelho quanto no Android e iOS. Segundo a empresa, eles oferecem “milhões de músicas para download ou streaming” sem propagandas.

Outro recurso interessante apresentado hoje é o Firefly, que promete fazer o smartphone reconhecer músicas, programas de TV, produtos físicos, códigos de barra, QR Codes, livros, telefones, e-mails, e “centenas de outros itens” para trazer mais informações ao usuário. Se o produto que você escaneou estiver disponível na Amazon é possível comprá-lo na hora.

A Amazon já lança o Firefly com a API aberta, e um kit para desenvolvedores criarem serviços e produtos com ela, além de integrá-la a outros serviços da Amazon como desejarem. Se o recurso funcionar bem, ele pode ajudar a impulsionar bastante as vendas da empresano e-commerce.

O modelo de 32 GB custará US$ 200 com contrato de 2 anos com a operadora AT&T, que terá exclusividade sobre o aparelho no lançamento. O de 64 GB custará US$ 300, sob as mesmas condições.