A proporção de mulheres em cargos de liderança de tecnologia é realmente baixa – e ainda está em queda. Segundo uma pesquisa da Harvey Nash com 3.211 CIOs (Chief Information Office) ao redor do mundo, apenas 7% das mulheres ocupam tal cargo.

O índice ainda é 2% menor do que em 2013. A pesquisa indica ainda que 71% dos CIOs entrevistados reconheceram essa discrepância de gêneros no mercado de TI e tentaram implantar programas de diversidade para equilibrar a balança, mas ainda não deu resultado.

A diferença é um pouco menor nos EUA, onde 11% dos CIOs são mulheres.

“Se mais mulheres jovens puderem ser convencidas a entrar no mundo de TI, tanto elas quanto a indústria poderão se beneficiar”, diz o relatório da pesquisa. A empresa acredita que, na próxima geração, o índice começará a mudar. Eles preveem que, nos próximos anos, a participação de mulheres ocupando cargos de CIOs poderá ser de 13%.

Pesquisas mais otimistas

Um outro estudo da Gartner, feito no final de 2013 com 2.339 CIOs de 77 países, aponta que a proporção de mulheres ocupando a posição de liderança no mercado de TI é de 13,2%. No entanto, apesar de apontar um índice mais alto, a empresa também lamenta o fato de que nos últimos 10 anos a proporção de mulheres CIOs não aumentou.

A pesquisa também indica que os salários das mulheres continua menor (não fala o quanto), mas diz que, proporcionalmente, elas estão tendo mais aumentos que os homens. Em 2014 o salário das mulheres líderes no setor cresceu 2,5%, contra o aumento de 0,2% dos homens.