Os norte-americanos passam em média 2 horas e 42 minutos por dia em seus smartphones. 2 horas e 19 minutos, ou 86% deste tempo, eles estão navegando por aplicativos. Os números são empresa de mobile analytics Flurry, que coletou dados entre janeiro e março de 2014.

“Ainda é cedo para prever a trajetória que os apps terão em 2014. Mas uma coisa está clara: os aplicativos venceram e o browser mobile está ficando para trás. Agora cada companhia no mundo, incluindo o Gooogle, está se ajustando a essa realidade”, escreveu a empresa.

É curioso ver também como os games ainda são os grandes campeões de consumo, ocupando 32% do tempo dos usuários no smartphone/tablet. Na sequência vêm os aplicativos sociais e de mensagem, incluindo o Facebook, que conseguiram aumentar sua participação de 24% a 28%. Aplicativos de entretenimento, incluindo o YouTube, e de utilidade manteram suas posições com 8%, enquanto os aplicativos de produtividade cresceram de 2% a 4%. Ao separar o Facebook de sua categoria, a Flurry percebeu que os norte-americanos gastam 17% de seu tempo na rede social.

É curioso notar também que no Facebook o tempo gasto na rede social foi proporcional ao que ela ganhou em publicidade. Mas o índice é diferente do Google, por exemplo, dono de 18% do tempo dos indivíduos, mas que arrecadou 49% das propagandas. Já para os outros aplicativos, a conta foi inversa: apesar de serem responsáveis por 65% do tempo das pessoas, abocanharam apenas 33% do mercado de anúncios.