Brendan Eich, que havia assumido o cargo de CEO da Mozilla na última semana, acaba de desistir o cargo. A renúncia vem após as polêmicas que se espalharam na internet devido ao executivo ter apoiado causas homofóbicas.

Eich havia doado US$ 1 mil à campanha pela Proposition 8, uma medida judicial votada e aprovada na Califórnia que deslegitimava o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Em pouco tempo internautas e seguidores da Mozilla ao redor do mundo inteiro rechaçaram a escolha do executivo, justamente por conta de seu posicionamento ideológico.

Um dos principais ataques a Eich veio do OkCupid, uma rede social norte-americana para encontros. Quem acessava o site utilizando o navegador Firefox, da Mozilla, era bloqueado e encontrava a seguinte mensagem: “Olá, usuário do Mozilla Firefox. Perdão por esta interrupção da sua experiência com o OkCupid. O novo CEO da Mozilla, Brendan Eich, é um opositor dos direitos iguais para casais gays. Nós preferiríamos que nossos usuários não utilizassem softwares da Mozilla para acessar o OKCupid”.

Rapidamente, a Mozilla se defendeu e disse que, como empresa, ela era a favor da união homossexual e da liberdade do indivíduo. Além disso, afirmava que a OKCupid se posicionou sem sequer conversar com ela.

Ao site Gizmodo, Christian Rudder, fundador da rede social, explicou o posicionamento. “Não é como se quiséssemos fazer declarações políticas de esquerda ou direita. Casamento e a forma como as pessoas entendem o casamento é o núcleo do nosso negócio”, declarou. “Para ser honesto, não pensei que isso ganharia tanto destaque. Nosso objetivo era conscientizar as pessoas. Não queremos que ele [o CEO da Mozilla, Eich] perca seu emprego nem nada assim.”

Mas, não teve jeito. Eich renunciou o cargo justamente por conta de tal questão e a Mozilla veio pedir desculpas publicamente pela gafe. Veja, em tradução livre, o comunicado da Mozilla:

“A Mozilla se orgulha de seguir fora dos padrões e, na última semana falhamos nisso. Nós sabemos por que as pessoas estão ofendidas e bravas, e elas estão certas: nós não fomos honestos com nós mesmos.

Não agimos como vocês esperariam que a Mozilla agisse. Não conseguimos ser rápidos o suficiente para nos engajarmos com as pessoas quando a polêmica começou. Nós pedimos desculpas. Devemos fazer melhor.

Brenan Eich decidiu desistir de seu cargo como CEO. Ele tomou essa decisão pela Mozilla e sua comunidade.

A Mozilla acredita tanto na igualdade quanto na liberdade de expressão. Igualdade é necessária para um discurso significativo. E você precisa de liberdade de expressão para lutar por igualdade. Descobrir como defender ambos ao mesmo tempo pode ser difícil.

Nossa cultura organizacional reflete diversidade e inclusão. Nós somos abertos a contribuições de todos, independente da idade, cultura, etnia, gênero, identificação de gênero, linguagem, raça, orientação sexual, localização geográfica e visões religiosas. A Mozilla apoia a igualdade a todos.

Temos funcionários com uma grande diversidade de pontos de vista. Nossa cultura aberta se estende a encorajar staff e a comunidade a compartilharem suas crenças e opiniões em público. É isso o que distingue a Mozilla de várias outras organizações e nos coloca em um padrão mais alto. Mas desta vez nós falhamos em ouvir, engajar, e nos guiarmos por nossa comunidade.

Apesar de dolorosos, os eventos da última semana nos mostram exatamente por que precisamos da internet. Assim, todos podemos nos engajar livremente nas conversas que precisamos ter para fazer o mundo melhor.

Nós precisamos colocar nosso foco de volta em proteger a internet. E precisamos fazer isso de uma forma que faça você ficar orgulhoso em apoiar a Mozilla.

Os próximos passos referentes à liderança da Mozilla ainda estão sendo discutidos. Nós queremos ser abertos sobre o assunto quando decidirmos o futuro da nossa organização, e vocês terão informações na próxima semana.

No entanto, nossa missão sempre será sempre tornar a internet mais aberta para que nossa humanidade seja mais forte, mais inclusiva e mais justa: é isso o que significa proteger a internet.

Nós saímos dessa com um entendimento renovado e humildade – nossa grande, global, e diversa comunidade é o que faz Mozilla especial, e o que nos ajuda cumprir nossa missão. Nós ficamos mais fortes quando vocês estão envolvidos.

Obrigado por ficarem conosco.”

Leia o original aqui.