Na última quarta-feira a internet completou 25 anos. Para comemorar, o instituto de pesquisas Pew Research, em parceria com a Elon University divulgou o estudo “Imagining The Internet Project”. A pesquisa foi feita com u com 2.558 experts que deram seus palpites sobre como a internet deverá ser em 2025 e contempla nomes como Hal Varian, Vint Cerf e Marc Rotenberg.

Veja 9 tendências que deverão mudar nossas vidas — para o bem ou para o mal — até 2025:

1) Nossa percepção de mundo e comportamento será expandida

Nós teremos a Internet das Coisas, inteligência artificial e big data mais evoluídos. A combinação desses três elementos já leva nossa percepção muito adiante.

“Nós teremos dados de como alguém gasta seu tempo, quais são seus hobbies, causas, amigos e família. Isso muda como nós pensamos sobre pessoas e como estabelecemos confiança e negociamos mudanças, falhas e sucesso”, escreve Judith Donath, do Centro Berman para Internet e Sociedade da Universidade de Harvard.

2) Compartilhamento de informações será algo tão natural que nem perceberemos

A internet será como hoje é a eletricidade — ela está tão presente, que por vezes nem nos damos conta. “Nós não pensaremos mais em ‘ficar online’ ou ‘procurar pela internet’, simplesmente viveremos online”, diz Joe Touch.

3) Dispositivos vestíveis irão transformar a medicina

Eles não só serão capazes de detectar doenças rapidamente, como também indicarão os riscos da doença. Isso poderá nos ajudar a mudar nosso estilo de vida o tempo todo, tomando mais cuidados com nossa saúde.

4) Os governos podem perder controle

A internet permite as pessoas terem mais consciência das igualdades do mundo, assim como das manipulações do governo. O resultado será uma democracia mais participativa e revoltas como a Primavera Árabe. Em contrapartida, o governo tentará manter seu poder aumentando regulações e monitorias na internet.

5)  A internet será mais fragmentada

Assim como nossa personalidade. Já vemos um pouco disso hoje nas redes sociais, em que as pessoas falam de um jeito diferente no LinkedIn e no Facebook, por exemplo. E a tendência é fragmentar até se tornar quase que “várias internets”.

6) Educação estará disponível a todos

Hal Varia, chefe econômico do Google explica: “As pessoas mais inteligentes do mundo poderão estar por trás de um arado na Índia ou China. Fazer com que isso aconteça terá um profundo impacto no desenvolvimento da raça humana”.

7) A noção do certo e errado diminuirá, expandindo a violência

As redes sociais fizeram com que ficasse mais fácil as pessoas compartilhares suas frustrações, angústias e raivas ao mesmo tempo que desafiam o status quo de uma forma nem sempre pacífica.

8) Pessoas más terão novas ferramentas para piorar as vidas dos outros

Privacidade e confiança serão coisas do passado. Conforme o mundo fica menos seguro, terrorismo e cyber-terrorismo se tornarão problemas diários. Jogos sujos nas mídia sociais terão cada vez mais peso político.

9) Adeus privacidade

Apenas alguns experts e muito bem educados conseguirão habilidade para manter a privacidade. Mas, nem sempre será necessário correr atrás deste valor.

 

Via Inc