Apresento neste artigo o que considero um dos grandes erros que os empreendedores cometem ao apresentarem seus negócios para investidores: o uso de fórmulas prontas sem critério.

Infelizmente é muito comum novas formas de apresentação se tornarem modismos, como receitas prontas para o sucesso como por exemplo o storytelling, em que o empreendedor conta uma história para ilustrar o negócio dele, ou montar o Canvas do negócio, etc. Veja bem, não estou criticando estas “ferramentas” em si, apenas destacando que elas muitas vezes são utilizadas de forma inapropriada, por serem propagadas como “fórmulas mágicas”, do tipo: faça isto e sua apresentação será perfeita. Mas, como se tratam de simples “ferramentas”, cada uma tem um propósito específico e o que interessa é por quem, como, quando e aonde são utilizadas.

Muitos negócios não têm como ser contados como historinhas; imagine só tentar explicar uma patente de fórmula bioquímica para um insumo industrial como personagens de quadrinhos. Estou “jogando pesado”, pois muitas vezes é o que soam as apresentações: totalmente artificiais. Assim, a primeira lição é ser natural, apresentar seu negócio como melhor pode ser descrito. Claro que você pode e deve seguir um roteiro geral dos principais tópicos que devem ser apresentados, mas totalmente adaptado a sua realidade.

Outro aspecto muito importante é o público para quem irá apresentar. Você deve na medida do possível conhece-lo previamente, para adequar sua apresentação ao perfil do mesmo. Se estiver apresentando para pessoas do setor financeiro, deve falar mais dos números; se estiver conversando com técnicos, apresentar as vantagens técnicas e assim por diante.

A melhor forma de aprender como apresentar é vendo apresentações dos outros, seus acertos e erros; após isto, prepare e pratique (muito) a sua apresentação; no inicio para o seu próprio espelho e depois para outras pessoas, de preferência que sejam bastantes críticas (isto exclui automaticamente pais, mães, avós, avos, etc.), até sentir confiança suficiente que está pronto para ser questionado sobre qualquer aspecto do negócio. Lembre-se quando receber feedbacks, em vez de contra argumentar de imediato, ouça, avalie, pergunte e se achar que tem uma boa base, então apresente sua fundamentação para a conclusão que chegou.

Enfim, não caia no erro de acreditar que existem atalhos rápidos; para construir um negócio de sucesso, é necessário muito trabalho, dedicação e conhecimento e investidores buscam empreendedores que souberam fazer a lição de casa correta, pois mesmo fazendo tudo isto, os desafios para ter sucesso são enormes, por isto que descartam de imediato aqueles que tentam pular etapas.

Imagem de abertura: Alex Proimos/Flickr(CC)