O Facebook acaba de anunciar que irá comprar o aplicativo de mensagens móveis WhatsApp por US$ 19 bilhões. Segundo a empresa, US$ 4 bilhões serão pago em dinheiro, US$ 12 bilhões em ações e, segundo o filling da compra, há mais potenciais US$ 3 bilhões em ações garantidos aos fundadores e funcionários do WhatsApp ao longo dos próximos quatro anos.

O cofundador do Whatsapp Jan Koum participará do conselho do Facebook. Os mais de 50 funcionários do WhatsApp continuarão na sede da empresa, em Mountain View. Apesar disso, Zuckerberg garante que o WhatsApp, que já conta com 450 milhões de usuários, continuará a funcionar independente.

“O WhatsApp irá complementar nosso chat e serviços de mensagem ao prover novas ferramentas para nossa comunidade. O Facebook Messenger é muito usado para conversar com seus amigos do Facebook, enquanto o WhatsApp para se comunicar com todos os seus contatos e pequenos grupos de pessoas. Como WhatsApp e Messenger servem a tão diferentes e importantes usuários, continuaremos investindo em ambos e ajudando cada um a se tornar grandes produtos para todo mundo”, disse o CEO do Facebook.

Veja abaixo a declaração completa de Mark Zuckerberg (pode inclusive clicar em “see more” para ler na íntegra ;)