Hoje em dia, procurar um fotógrafo passa basicamente por uma indicação, uma olhada no portfólio dele e, caso você não aprove o portfólio, você recomeça o processo, jogando a pergunta no Facebook “alguém aí conhece um bom fotógrafo?”. A ZoomYard quer mudar isso drasticamente e acaba de receber um investimento de R$ 50 mil da aceleradora WOW.

“Queremos oferecer uma nova fonte de trabalho para os fotógrafos e cinegrafistas do Brasil. Hoje em dia, esses profissionais têm dificuldade para encontrar clientes e trabalhos bem remunerados. Da mesma forma, clientes não possuem subsídios para localizar, de forma rápida e eficiente, um profissional qualificado para suas necessidades”, diz José Figueiredo, um dos fundadores do projeto.

Um levantamento feito pela própria ZoomYard diz que 75% dos profissionais que atuam no mercado afirmam que seus clientes chegam até eles por recomendações de outros clientes, 65% mencionam o Facebook e 45% seus websites pessoais, mas apenas 10% mencionam “outros websites” como fonte de trabalhos. Ou seja, era mais que hora de ter uma nova maneira de achar fotógrafos.

“No portal, os clientes interessados em contratar os profissionais disponíveis podem efetuar postagens com demandas de trabalho, escolher o profissional desejado de acordo com os seus critérios de avaliação, negociar valores, efetuar pagamentos, emitir faturas e receber o trabalho final do prestador de serviço. Por outro lado, os profissionais também usufruem de uma interface, que possibilita esta interação, na qual é possível, a partir da criação do perfil profissional, divulgar o seu serviço, expor portfólio e realizar networking com outros profissionais do ramo. A plataforma, ainda, indica profissionais para os clientes, caso eles não possam definir com exatidão o que procuram”, relata o segundo sócio fundador Thiago Ghilardi.