O fundador da Anjos do Brasil, Cassio Spina, hoje subiu ao palco Hypathia, da Campus Party, para ajudar empreendedores (e candidatos a empreendedores) a entenderem o mundo dos investidores.
Logo no início, ele lembrou que, apesar de colaborar com a empresa, o sucesso desta depende sempre mais do empreendedor. “Anjo é aquele cara que ajuda e apoia, mas não interfere no livre arbítrio. Anjo não é santo e não faz milagre”, comentou.

Ele ainda aproveitou para enumerar basicamente o que um investidor espera de uma startup: Ela deve ser inovadora, escalável, ter um mercado amplo, empreendedores engajados e time completo e com necessidade de aporte intelectual que vá além do dinheiro.

É claro que, neste acordo, o empreendedor também deve esperar do investidor: experiência na organização e execução do negócio, rede de relacionamentos, visão fora da caixa para contribuição ativa no desenvolvimento do negócio,entre outros.

Erros mais comuns

Spina ainda aproveitou para exemplificar alguns dos erros mais comuns de empreendedores que procuram investidores:

1) Projeções conservadoras e pessimistas

2) Frases do tipo: “Com 1% de market-share meu negócio já será bem sucedido”;

3) Frases do tipo: “Os riscos do meu negócio são baixos”;

4) Frases do tipo: “Não temos concorrentes, pois nosso produto não tem igual no mercado”.

Mitos

Spina ainda desmontou outros mitos, que muitas vezes passam pela cabeça de novos startupeiros:

1) A ideia não é mais importante. Sem execução ela não é nada.  O empreendedor é quem faz a diferença

2) Sair na frente nem sempre é melhor. Pode ser ou pode não ser essencial. Depende da sua habilidade de se manter na dianteira.

3)Concorrentes não são aqueles iguais a você. Concorrente são aqueles que disputam pela mesma verba que você, afinal é necessário tomar o dinheiro de alguém.

4) Ser mais bem feito que seus concorrentes é o que faz ter sucesso.

Dicas rápidas

Por fim, Spina fechou a palestra com conselhos valiosos para qualquer startup que procure investidores, veja:

1) Procure um conselheiro;

2) Estude bastante sobre o processo de investimento anjo;

3) Tenha um protótipo ou prova do seu conceito;

4) Antes de falar com um investidor, faça planejamentos com antecedência;

5) Lembre-se que o investimento é uma espécie casamento; a única diferença é que o divórcio é certo (pois em determinado momento, o investidor desejará pegar seu investimento);

6) É necessário haver sintonia empatia entre os envolvidos;

7) Tenha sempre um bom pitch, que explique rapidamente qual o seu mercado, sua solução, os diferenciais do seu negócio e qual é a sua equipe.