Já consolidada no Brasil como uma das startups que mais se destacaram este ano no Brasil, o Qranio.com, quiz de educação e entretenimento que tem mais de 840 mil usuários (inclusive um na Antártida, além de outros 70 países) e troca pontos por produtos de diversos fornecedores (sem sorteio ou cobrança), anuncia o início da sua expansão internacional.

A empresa assinou acordo com a Portugal Telecom, uma das maiores empresas do mundo do segmento de telecomunicações, que garante a entrada da empresa no programa Blue Start, que proporciona crescimento às empresas associadas. Com isso, o Qranio passa a ter um escritório em Lisboa e começa pelo país português suas operações no continente europeu.

Um elemento importante do acordo é que o Qranio passa a contar com equipe dedicada à marketing, aquisição de usuários, esforços comerciais e parcerias. Isso assegura à startup um patamar diferente de outras startups que começam a expandir internacionalmente seus negócios, uma vez que a Portugal Telecom destacará profissionais para trabalharem pelo Qranio.

“Podemos afirmar que é a notícia mais importante da história do Qranio. Estamos levando nossa missão de tornar o aprendizado divertido para todo o mundo e nada melhor do que começar com um país irmão, pelas mãos de uma das empresas mais respeitadas do mundo. É algo que nos deixa orgulhosos e confiantes de que viemos para mudar a forma de aprender para todas as pessoas do planeta”, comemora Samir Iásbeck, CEO do Qranio. O empreendedor está em Portugal para formalizar o acordo e estabelecer os parâmetros dessa nova etapa.

A chegada à Europa é um dos passos da empresa para atingir o número de 1 milhão de usuários em sua plataforma. Com o acordo, o Qranio passa a estar disponível para usuários de smartphones e também para os donos de feature phones, que serão ativados e poderão jogar via SMS, muitos vindos da base de clientes da própria Portugal Telecom.

“O fator mais importante é que teremos prêmios locais e, para isso, contamos com toda a estrutura da Portugal Telecom, que destacará uma equipe comercial própria para nossos trabalhos. Isso mostrará aos empresários portugueses como a plataforma do Qranio é uma oportunidade inovadora de divulgar suas marcas e estimular educação com entretenimento”, revela Iásbeck.

ora-pois-qranio-portugal

Será que agora vão dar “pashtel de b-lém” como prêmio?

Lembrando: o Qranio foi acelerado pela Wayra (ligada ao grupo Telefonica) e conta com Gui Affonso como investidor anjo. Leia mais sobre Qranio no Startupi: