A startup gaúcha Cliever 3D recebeu aporte de oito investidores do Estado, segundo informações divulgadas pela incubadora Raiar da PUCRS (a Cliever está incubada por lá). O valor do investimento não foi revelado.

O grupo de investidores – formado por IBGEN, Indextech Management, Produttare e os independentes Marcello Beltrand e Taylor Guedes -, adquiriu 20% da empresa. O acordo vai além da participação societária, projetando atuar na gestão, no planejamento estratégico e alavancagem de vendas.

Em nota, a incubadora informa que, antes mesmo de formalizar a parceria, os investidores já realizaram melhorias no processo produtivo da Cliever. “Criamos mecanismos para mapear ineficiências e as melhorias foram imediatas. Alteramos layout da planta industrial e iniciamos produção em série, o que impactou significativamente na produtividade diária”, explicou Rodrigo Krug, diretor da Cliever, em comunicado.

A startup projeta comercializar cem impressoras por mês até o primeiro semestre de 2014 – a Cliever planeja chegar aos mercados europeu e asiático no ano que vem. Cada impressora da Cliever custa R$ 4.650.

(Na foto, Rodrigo Krug; créditos: Bruno Todeschini/Divulgação PUC-RS)